Loading

Clique no link abaixo e garanta seu ingresso.

ESPETÁCULO MUSICAL, ESCRITO POR GABRIEL CHALITA, COM DIREÇÃO E COREOGRAFIA DE TÂNIA NARDINI.

Em 2019, comemora-se o centenário de nascimento de Nelson Gonçalves, um de nossos mais importantes cantores. Um intérprete que, com sua genialidade, revolucionou a história da música brasileira. Suas canções fizeram nascer histórias de amor e provaram que o tempo do romantismo é o melhor de todos os tempos.

“Nelson Gonçalves, o Amor e o Tempo” é uma homenagem à trajetória de vida do homem, do artista. Sob a dramaturgia de Gabriel Chalita, Guilherme Logullo e Jullie dão vida e voz a Nelson Gonçalves. Entre suas canções, mora a poética de um cotidiano duro. Suas quedas o fortaleceram. Seu tempo de dor o transformou no cantor do amor. Dor e amor são alicerces que nos edificam. São sopros que nos comovem.

SINOPSE

Dois atores, homem e mulher, são Nelson. O feminino e o masculino rendem um tributo ao cantor do amor. Nelson Gonçalves ainda vive na memória afetiva de um povo carente de momentos de emoção. O Nelson que recebeu muitos “nãos” e que corajosamente persistiu. O Nelson que caiu e que levantou. Que chorou e que transformou as lágrimas em compreensão da dor alheia. E se tornou um dos maiores cantores de todos os tempos. “Nelson Gonçalves - O AMOR E O TEMPO” nos leva a refletir, no texto e nas canções, sobre o emocional e o racional do amor, a entrega e a dúvida, a aventura; enfim, sobre o mais lindo de todos os sentimentos humanos.

SOBRE NELSON GONÇALVES

Foi um dos maiores cantores e compositores brasileiros. Foi um dos maiores vendedores de discos de todos os tempos, com mais de 81 milhões de cópias vendidas. Seu maior sucesso foi a canção “A VOLTA DO BOÊMIO”.

Durante sua carreira, gravou mais de 2.000 canções, 183 discos em 78 rpm, 128 álbuns e vendeu cerca de 78 milhões de discos, ganhou 38 discos de ouro e 20 de platina. Por seu último disco, `Ainda é Cedo' (1997), Nelson iria receber o disco de ouro. Teve seus discos lançados na China, América Latina, Itália, Alemanha e Portugal. Na Bélgica, em 1975, o primeiro lugar nas paradas de sucesso era a sua música intitulada “Naquela Mesa”. Um campeão em todos os sentidos.

FICHA TÉCNICA

Elenco: Guilherme Logullo e Jullie // Direção: Tânia Nardini // Cenografia: Doris Rollemberg // Iluminação: Renato Machado // Direção Musical: Tony Lucchesi // Direção de Produção: Jenny Mezencio // Design de Som: Gabriel D’Angelo // Figurino: Fause Haten // Assistente de Direção: Nádia Nardini // Visagismo: Diego Nardes // Design: Tchelo Valente // Assessoria: Prisma // Idealização: Guilherme Logullo e Gabriel Chalita // Realização: Luar de Abril

ELENCO

JULLIE

Artista capixaba, integrou o elenco dos espetáculos musicais “A Noviça Rebelde” como freira/ sub de Maria Von Trapp, “O Musical da Bossa Nova”, “Se Meu Apartamento Falasse” como Sandy Kreplinski/ sub de Fran Kubelik, “Chacrinha”, “60! Década de Arromba - Doc. Musical”, protagonizou “Constellation - Uma Viagem Musical Pelos Anos 50” (que lhe rendeu uma indicação como Melhor Atriz na 1ª edição do Prêmio Reverência) e “Tudo Por Um Popstar”. Recentemente, lançou digitalmente o álbum autoral “Até o Sol”. Participou da 2ª edição do The Voice Brasil. Como dubladora, empresta sua voz para Poppy, de “Trolls”, dentre diversas personagens.

GUILHERME LOGULLO

Guilherme Logullo é ator, bailarino e cantor. Formado pela London Studio Centre, em Londres, dedica-se ao ballet clássico desde os 11 anos de idade. Na adolescência, participou do show “Quatro Estações”, da dupla Sandy e Júnior, dirigido por Flávia Moraes. Aos 18 anos, ingressou na companhia teatral Grupo XPTO. Seu primeiro trabalho em teatro musical foi em 2003, em “A Bela e a Fera”, no “Teatro Abril”(atualmente teatro Renault). Depois dos estudos em Londres, onde viveu por 6 anos, trabalhou nos seguintes musicais: “Priscilla, rainha do deserto”, geo eventos; “Como vencer na vida sem fazer força”, Moeller e Botelho; “Elis, a musical”, Aventura entretenimento; “kiss me Kate, o beijo da megera”, Moeller e Botelho “Bibi, uma vida em musical”, Negri e Tinoco produções artísticas; e, “Pippin”, Moeller e Botelho. Na TV, atuou na novela “Babilonia”, rede globo. E em “Rockstory".

DIRETORA

TÂNIA NARDINI

Diretora, coreógrafa, atriz e bailarina. Estudou artes cênicas na UNIRIO; teve sua formação como preparadora corporal na Escola de Teatro Martins Penna, com grupo Teatro em Movimento e com a CIA Ensaio Aberto. Teve sua formação em dança com os mestres: Eugenia Feodorova, Nora Esteves, Liliane Benevento, Jose Ricardo Tomaselli, Gustavo Lopes, Marcio Rongetti, Lennie Dale, Marly Tavares, Nadia Nardini, Vilma Vernon, Jojo Smith, Phil Black, Betsy Haug, entre outros. Foi co-fundadora e co-diretora do grupo de dança Bandança e, durante 10 anos, foi diretora artística da Catsapá, a primeira Escola de Musicais no Rio de Janeiro

Trabalha como diretora e coreógrafa com os mais importantes produtores, atores e diretores de teatro e televisão como Jorge Fernando, Marco Nanini, Flavio Marinho, Ignacio Coqueiro, João Batista, Luiz Fernando Lobo, Guel Arraes, João Falcão, Caetano Vilela, Joao Fonseca, José Possi Neto, Jorge Takla, Robert Jess Roth, Scott Faris, Arthur Masella e Simon Philips e tem trabalhado com teatro musical por mais de 30 anos.

Além de seu trabalho como diretora, coreógrafa e preparadora corporal em diversos espetáculos teatrais, filmes, eventos e mostras no Brasil tais como Cambaio, A Maquina, Quem Tem Medo de Virginia Wolff ?,O Burgues Ridiculo, A Dona da História, Uma Noite na Lua, O Médico e o Monstro, De Rosto Colado, Os Sete Brotinhos, Na Cola do Sapateado, Na Festa de Bebete , Babo…zeiras, Criança Esperança, Guerra dos Sexos, Cambalacho, Os Quatro Carrerinhas, Um Coração Chamado Brasil, E...Continua Tudo Bem, Os Contos de Hoffman, Candide, Cemiterio dos Vivos, Cabaret Youkali, Rocky Horror Show, O Xango de Baker Street, Apolonio Brasil, High School Musical-o Desafio, Ela Brasil, Elba Ramalho - Popular Brasileira, A Viuva Alegre, entre outros...; Dirigiu Rent (2000) e foi diretora residente dos musicais A Bela e a Fera (2002/2004), Chicago, o Musical (2004) e Fantasma da Ópera(2005/2007) –Todos musicais da Broadway produzidos no Brasil pela T4F ; Foi diretora associada de Jorge Takla e coreógrafa dos musicais My Fair Lady(2007), West Side Story(2008), O Rei e Eu(2010) e Evita(2011); todas producoes originais brasileiras, produzidas pela Takla Prod Artisticas; Foi diretora e coreógrafa residente do musical Priscilla – A Rainha do Deserto (2012); Coreografou o espetáculo O Grande Circo Mistico (2014), Raia 30 anos (2015); Lagrimas de Brinquedo(2015);

Dirigiu (em parceria com Luciano Andrey) e coreografou o espetáculo Nuvem de Lágrimas (2015/16), produzido pela Livre Entretenimento e Move. Foi Coreografa da Opera Orfeo e Euridice (2016), dirigida por Caetano Vilela, no Teatro Municipal RJ; Em 2016 foi diretora associada de Jorge Takla e coreografa da nova montagem do musical My Fair Lady. Em 2017 foi jurada do Festival de Dança em Joinville; coreografou o musical Cauby, Cauby; Uma Lembrança, dirigido por Flávio Marinho e Diogo Vilela; coreografou o comercial pra TV de Ensure com Claudia Raia.

Desde 2007, a convite da Chicago Limited Partnership-NY, é Diretora Associada internacional de Chicago, The Musical, sendo responsável pelas montagens de Chicago, the Musical na Coreia do Sul (2007-2008-2012-2013-2014-2015-2018), no Japao (2008), Inglaterra-tour(2009- 2015/16), na Argentina(2010), China-Tour (2012), na Russia (2013/14), na Alemanha (2014/15/16), na Dinamarca (2016/17), na Africa do Sul –International-Tour (2018), no West End(2018), na França (2018).

AUTOR

GABRIEL CHALITA

Filósofo, professor e escritor. Ao longo de sua carreira, publicou 84 livros, entre eles “A ética do rei menino”, “O pequeno filósofo”, “Pedagogia do amor”, “Sócrates e Thomas More - correspondências imaginárias” e “Os 10 mandamentos da ética”. No Brasil, na América Latina, Europa e Oriente Médio, vendeu mais de 10 milhões de cópias. É também autor de diversas peças de teatro, dentre elas: “O Semeador”, “Hortance, a velha”, “Ouvir é amar” e “Muito louca”.Fez dois doutorados - em Comunicação e Semiótica e em Direito; e dois mestrados - em Sociologia Política e em Filosofia do Direito. Foi Secretário da Educação do Estado de São Paulo e Secretário da Educação do Município de São Paulo. Presidiu o CONSED - Conselho Nacional dos Secretários de Educação. Como deputado federal, presidiu a Comissão de Educação do Congresso Nacional. Como vereador, o mais votado do Brasil na eleição de 2008, presidiu a Comissão de Direitos Humanos. Em 2004, recebeu o Prêmio Educador do Ano da Academia Brasileira de Educação, considerado o Oscar da educação nacional. Recebeu, entre outros, o prêmio, “O educador que queremos - do pensamento das bases empresariais (PNBE)”, “O Troféu Raça Negra”, em defesa do respeito às diferenças. E, também, o prêmio “Educação Visconde de Porto Seguro”. É membro da Academia Brasileira de Educação e presidente da Academia Paulista de Letras.

DIREÇÃO MUSICAL

TONY LUCCHESI

Vencedor do último Prêmio Bibi Ferreira e do Prêmio Reverência, na categoria Direção Musical por “Bibi, uma Vida em Musical”, Tony Lucchesi é diretor de canção do Beck Studios. Seus últimos trabalhos foram os filmes "Hotel Transylvânia", "Hanny e Nanny 2" e "Velveteen Rabbit - Meu mundo encantado", além das séries "Anjo da Guarda" e "Eu, Eloise", “Baxter”, “CJ - A DJ”, entre outras para o Canal Gloob. Pianista dos espetáculos "Beatles num céu de diamantes", e "Milton Nascimento - Nada será como antes", de Cláudio Botelho e Charles Möeller e arranjador vocal das edições do Programa "The VoiceBrasil", Lucchesi ainda foi pianista e preparador vocal de espetáculos como "Se Eu Fosse Você" e "Tudo por um Pop Star" e pianista e arranjador instrumental do espetáculo "Fascinante Gershwin".

BOEMIA, AQUI ME TENS DE REGRESSO. E SUPLICANTE TE PEÇO A MINHA NOVA INSCRIÇÃO. VOLTEI PRA REVER OS AMIGOS QUE UM DIA. EU DEIXEI A CHORAR DE ALEGRIA, ME ACOMPANHA O MEU VIOLÃO. BOEMIA, SABENDO QUE ANDEI DISTANTE. SEI QUE ESSA GENTE FALANTE VAI AGORA IRONIZAR. ELE VOLTOU, O BOÊMIO VOLTOU NOVAMENTE. PARTIU DAQUI TÃO CONTENTE POR QUE RAZÃO QUER VOLTAR. ACONTECE QUE A MULHER QUE FLORIU MEU CAMINHO. DE TERNURA, MEIGUICE E CARINHO, SENDO A VIDA DO MEU CORAÇÃO. COMPREENDEU E ABRAÇOU-ME DIZENDO A SORRIR. MEU AMOR VOCÊ PODE PARTIR, NÃO ESQUEÇA O SEU VIOLÃO. VÁ REVER OS TEUS RIOS, TEUS MONTES, CASCATAS. VÁ SONHAR EM NOVA SERENATA E ABRAÇAR SEUS AMIGOS LEAIS. VÁ EMBORA, POIS ME RESTA O CONSOLO E ALEGRIA. DE SABER QUE DEPOIS DA BOEMIA. É DE MIM QUE VOCÊ GOSTA MAIS.

REALIZAÇÃO: LOGULLO

Report Abuse

If you feel that this video content violates the Adobe Terms of Use, you may report this content by filling out this quick form.

To report a copyright violation, please follow the DMCA section in the Terms of Use.