Loading

O que é DPOC ? Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica

Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica é causada pela destruição do tecido pulmonar e inflamação dos brônquios que reduzem o fluxo de ar para os pulmões.

O principal fator de risco para o desenvolvimento de DPOC é o tabagismo, além de fatores genéticos, exposição prolongada à poluição, fumaça e gases, como trabalhadores de carvoaria e fogões a lenha.

É uma doença crônica, progressiva e incapacitante, mas tem controle e retardamento da sua evolução.

Sintomas:
  • Falta de ar e sensação de fadiga, principalmente aos esforços;
  • Tosse produtiva;
  • Chiado ao respirar e sensação de desconforto ou aperto no peito;
  • Tosse que dificulta o sono;
  • Perda de peso, perda de massa muscular e cianose nos estágios mais avançados.

É incurável, mas tem controle e pode ser retardada se mantiver os cuidados necessários.

O diagnóstico é baseado em sinais e sintomas respiratórios crônicos e a espirometria, além da saturação de oxigênio e gasometria arterial.

A base do tratamento são os broncodilatadores por via inalatória. Em estágios mais avançados, pode haver a necessidade de oxigenoterapia domiciliar.

Cuidados para melhora da qualidade de vida no DPOC:

Alimentação

  • Alimentação saudável;
  • Fazer mais refeições e em quantidades menores ( 6 vezes ao dia). Excesso de alimento ocasiona distensão gástrica e maior dificuldade para respirar. Além de regular o peso com melhor qualidade de vida;
  • Só ingerir líquidos 1 hora após as refeições;
  • Evitar excesso de sal, alimentos enlatados, embutidos e industrializados. Pode levar a retenção hídrica e aumento de líquidos nos pulmões, dificultando a respiração;
  • Antes das refeições, eliminar toda a secreção e uso de broncodilatador. Comer devagar. Manter ingesta hídrica adequada.

Atividades Sociais

Atividades de lazer e convívio social para atitudes mais positivas

Atividade Física:

  • Exercícios físicos melhoram a capacidade respiratória, com maior autonomia para as atividades do dia a dia;
  • Melhora da força muscular;
  • Fortalecimento do sistema imunológico;
  • Reabilitação cardiopulmonar.

Conservação de Energia:

  • Defina períodos de descanso durante o dia;
  • Não espere até estar exausto para descansar. Alterne períodos de descanso com atividades, para que consiga fazer mais;
  • Faça movimentos lentos e suaves durante as atividades. A pressa aumenta a fadiga e o desconforto;
  • Evite atividades que exigem picos rápidos de energia;
  • Mantenha a boa postura;
  • Evite realizar atividades quando estiver demasiado calor ou frio ou imediatamente após uma refeição.

Caso exista uma atividade específica que pretenda realizar num determinado dia, planeje com antecedência e opte por uma hora a que normalmente se sente no seu melhor. A maior parte das pessoas tem mais energia de manhã, mas outras sentem-se melhor no período da tarde. Escute o seu corpo para perceber quando deve realizar uma atividade mais exigente.

Se realizar as atividades diárias de forma a conservar energia, conseguirá fazer mais. Tente pôr em prática as seguintes técnicas para manter energia:

  • Puxe objetos pesados em vez de os empurrar;
  • Coloque uma cadeira ou banco alto na cozinha para se sentar, caso se sinta cansado enquanto prepara as refeições ou faz limpezas;
  • Se estiver de pé enquanto realiza uma atividade, certifique-se de que consegue trabalhar ao nível da cintura, para não se esticar ou dobrar demasiado;
  • Coloque os objetos mais pesados que utiliza mais vezes ao nível da cintura. Por exemplo, na cozinha, coloque os pratos e os recipientes pesados ou as panelas em prateleiras ao nível da cintura;
  • Se tiver escadas em casa, planeje com antecedência para não ter de subir e descer muitas vezes.
Medicamentos:
  • Faça o uso correto dos medicamentos prescritos pelo seu médico;

A principal via de tratamento é inalatória, pois permite um efeito maior e mais rápido nos pulmões, com menores reações sobre outros órgãos no corpo. Agem diretamente sobre a mucosa respiratória, com início de ação mais rápido.

Sinais de alerta:

Ficar atento aos sinais de exarcebação, como piora da tosse ou da falta de ar e aumento do volume e purulência do escarro.

Procure seu serviço de saúde

PARAR DE FUMAR É A MELHOR FORMA DE PREVENÇÃO DO DPOC.

Created By
Projeto Home Care Serviços Médicos
Appreciate