Interatividade Autor Conteudista: Diego Magalhães

Módulo 1

A origem da palavra interatividade é recente. Ela foi acrescentada aos dicionários na década de 70, e para explicar o termo devemos recorrer ao significado da palavra interação. Podemos encontrá-la em diversas áreas do conhecimento, passando desde a física, sociologia, meteorologia, até a comunicação, porém cada área possui sua definição, que em resumo, significa a relação entre dois ou mais agentes resultando num determinado efeito.

Para Becker e Montez (2004, p.49), “Na física interação refere-se ao comportamento de partículas, que interagem umas com as outras, alterando o movimento. Para a sociologia e a psicologia social, nenhuma ação humana ou social existe separada da interação. A meteorologia, área da geografia, se ocupa, por exemplo, das interações entre componentes dos oceanos e a atmosfera terrestre para avaliar a variação climática no planeta. A biologia também explora o conceito nas explicações genéticas. Na ciência da comunicação, interação é definido como a relação entre eventos comunicativos”.

No campo da arte, existem obras como as de Lygia Clark e Hélio Oiticica, as quais a interação e a participação são fundamentais para o vivenciamento da obra. Eles mantinham uma preocupação especial com a intervenção do participante, havendo uma necessidade extrema pela conceitualização das obras, da criação da arte para algo além da exclusiva contemplação, sua preocupação singular com o espectador e seu “participacionismo”.

Esses artistas “experimentavam a convergência entre a arte, a ciência e a tecnologia. A concepção corrente entre artistas da época era que a arte não deveria ser apenas vista, mas penetrada fisicamente pelo público. Assim valorizavam a participação” (MONTEZ; BECKER, 2005, p.32).

Módulo 2

O termo interativo torna o produto mais vendável e comercializável, como é o caso de jogos interativos, videogame e consoles interativos, shows, livros, entre outros que se autoproclamam interativos. É o que podemos chamar de “indústria da interatividade”.

O termo tornou-se vulgarizado, como por exemplo, o “cinema interativo”, em que as poltronas se movimentam de acordo com o filme, passando para o público a sensação do que está se vendo, mas sem ninguém interagir ou participar com coisa alguma.

Como o termo virou, na verdade, marketing, aconteceu a sua perda de significado, nos dias de hoje tudo se vende como interativo. Mas, o que é interatividade?

O termo interatividade, segundo Valdecir Becker e Carlos Montez (2004, p.49), “foi cunhado como uma derivação do neologismo inglês interactivity na década de 1960”, isso para designar a inserção de teclado e monitor como dispositivo do computador. Completando, André Lemos (1997, p.1), diz que interatividade está “diretamente ligada aos novos media digitais. O que compreendemos hoje por interatividade, é o que chamamos de uma nova forma de interação técnica, de cunho ‘eletrônico-digital’”, diferenciando da interação analógica, que caracteriza os meios tradicionais.

Desde o início da informática, a importância da interatividade já era percebida. Com isso, em 1954, Doug Ross propôs um programa para desenhar no monitor e posteriormente, em 1963, Ivan Sutherland desenvolveu o programa, chamado de Sketchpad, em que, por meio de uma caneta (pen light), o usuário podia desenhar diretamente na tela.

No artigo de Deisy Feitosa, Kellyanne Alves e Pedro Nunes Filho (2009), os autores citam que o termo também foi utilizado em 1970 por Enzensberger, que pensou na troca dos papéis do emissor e do receptor, passando de um processo comunicação unidirecional para um com trocas e feedbacks.

Então, há diferença entre interação e interatividade? No livro TV Digital Interativa: conceitos, desafios e perspectivas para o Brasil, de Carlos Montez e Valdecir Becker (2005), diz que a interação pode acontecer entre dois ou mais atuantes, diferente do que acontece na interatividade, que precisa haver a presença intermediária de um meio eletrônico, na maioria das vezes, o computador.

Leia o artigo “Anjos interativos e retribalização do mundo: sobre interatividade e interfaces digitais”: http://www.facom.ufba.br/ciberpesquisa/lemos/interativo.pdf

Created By
Maria Beatriz Cruz
Appreciate

Report Abuse

If you feel that this video content violates the Adobe Terms of Use, you may report this content by filling out this quick form.

To report a Copyright Violation, please follow Section 17 in the Terms of Use.