INFORMATIVO Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária - edição 18

Nova delegacia de Matinhos moderniza o atendimento da Polícia Civil

A população de Matinhos, no Litoral do Paraná, passou a contar com uma Delegacia Cidadã, unidade da Polícia Civil que se caracteriza por um conceito de serviço humanizado, com áreas isoladas para mulheres, crianças e idosos, além de espaços reservados para atender vítimas de agressores.

A Delegacia Cidadã não possui carceragens, apenas uma cela, pequena, para custódia provisória de presos, enquanto for necessário colher os depoimentos para o inquérito policial. Um posto do Instituto de Identificação também funcionará no local.

Construída em uma área de 2.268 metros quadrados, a edificação está dividida em dois pisos. No térreo estão as salas de atendimento ao público, plantão, investigação, cartório e defensoria pública. No andar superior, a estrutura abriga as salas de delegados, de reuniões, chefia e demais departamentos administrativos.

A estrutura de acesso à delegacia conta com piso tátil alerta e dimensional para pessoas com deficiência visual ou baixa visão. As calçadas no entorno do prédio contam com guias rebaixadas. Internamente, o espaço tem elevadores e sanitários adaptados para pessoas com deficiência.

Depen renova frota de veículos

Quarenta e cinco novas viaturas foram incorporadas ao Departamento Penitenciário do Paraná (Depen), tendo sido distribuídas para Curitiba, Região Metropolitana e Interior do Estado. Os veículos representam investimento total de R$ 4,8 milhões. São 27 camionetes adquiridas com recursos do Fundo Penitenciário do Paraná (Funpen) e 18 camburões que serão usados para o transporte de presos, adquiridos por meio de um convênio com o Depen Nacional e o Ministério da Justiça.

Cada furgão tem capacidade para transportar até oito presos, além da equipe de escolta. Os veículos são climatizados e possuem tecnologias de monitoramento por câmera e comunicador interno.

Além de atender as unidades penitenciárias, parte da frota foi destinada para as equipes do Setor de Operações Especiais (SOE), grupo de elite do sistema prisional, que possui bases nas cidades de Londrina, Maringá, Cascavel e Região Metropolitana de Curitiba.

Em visita ao Paraná, o ministro da Justiça, Osmar Serraglio, conheceu as viaturas durante encontro que também tratou do convênio entre União e Governo do Paraná que prevê construção e ampliação de 14 penitenciárias no Paraná. O investimento é de R$ 135 milhões, sendo R$ 34 milhões de contrapartida do Estado.

Governo do Paraná entrega novas armas para Polícia Civil

A Polícia Civil recebeu 160 novas pistolas marca Glock, usadas pelas principais polícias do mundo, como o FBI. Com este lote, chega a 1.025 o número de unidades desta marca compradas pelo Governo do Estado para as polícias do Paraná, um investimento de R$ 1,7 milhão.

O armamento foi destinado para os grupos de elite da corporação. O Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) recebeu 120 armas e o Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial (Tigre) ficou com 40 unidades. Em dezembro do ano passado, o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), unidade de elite da Polícia Militar do Paraná, recebeu 865 armas desta mesma marca.

Segurança Pública organiza workshop para servidores da área de RH

Para esclarecer dúvidas sobre procedimentos e temas recorrentes, o Grupo Setorial de Recursos Humanos (GRHS) da Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária vem desenvolvendo um workshop para servidores da área de RH de todas as suas unidades vinculadas: polícias Civil, Militar, Científica e Departamento Penitenciário (Depen).

São servidores responsáveis por toda a informação e documentação necessária para o trabalho dos cerca de 40 mil servidores da Segurança Pública, distribuídos em oito quadros de pessoal, que desempenham suas funções nos 399 municípios do Paraná.

Por meio de encontros por videoconferências, que ocorrem nas telessalas do Detran-PR – na capital e em cidades-polo do interior – os servidores que executam procedimentos de gestão de pessoal podem interagir.

Penitenciárias de Foz do Iguaçu recebem salas destinadas à educação a distância

Duas salas virtuais destinadas à educação a distância foram inauguradas em penitenciárias de Foz do Iguaçu, oeste do Estado. A partir de agora, detentos da Penitenciária Estadual de Foz do Iguaçu (PEF) e do Centro de Reintegração Feminina de Foz do Iguaçu (Cresf) podem ter acesso a salas virtuais equipadas com computadores e sistema de internet. Este é mais um projeto desenvolvido pelo Depen com foco na ressocialização do apenado.

A ação é resultado de uma parceria entre Governo do Paraná, Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), Associação Paranaense dos Juízes Federais (Apajufe), Instituto Mundo Melhor (IMM) e Universidade Norte do Paraná (Unopar).

Os dois espaços contam com 36 computadores, sendo 20 em uma das unidades e 16 equipamentos na outra. As aulas serão acompanhadas por professores do Centro Estadual de Educação Básica para Jovens e Adultos (Ceebja) Helena Kolody, responsável pela oferta educacional nas unidades prisonais de Foz do Iguaçu.

Sistema de videomonitoramento interligado agiliza chegada da polícia

Oito municípios paranaenses já interligaram seus sistemas de videomonitoramento ao Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) da Secretaria de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária. São aproximadamente duas mil câmeras localizadas em pontos estratégicos: ruas, estações, terminais, rotatórias. As câmeras possuem também sistema de leitura de placas de veículos.

As imagens compartilhadas partem de câmeras de Curitiba, Quitandinha, Barracão, Guaíra, Marechal Cândido Rondon, Santa Helena, São Miguel do Iguaçu e Santo Antônio do Sudoeste. Outras cidades da Região Metropolitana e do litoral do Estado estão em processo de negociação para aquisições de seus respectivos aparelhos.

Além de inibir ações delituosas e de auxílio na apuração de crimes e infrações, as câmeras direcionadas para o CICC acompanham o desenrolar de grandes eventos e com grandes aglomerações de pessoas, como eleições, provas do Enem, jogos esportivos ou manifestações populares. Entre as câmeras disponíveis, junto aos equipamentos das prefeituras municipais, estão aquelas que foram instaladas durante a Copa do Mundo 2014 e ficaram como legado para o Estado.

O aparato tecnológico da Sesp também permite o monitoramento dos indivíduos que receberam o benefício da tornozeleira eletrônica como parte do cumprimento da pena, concedido pelo Poder Judiciário.

Oficiais da Polícia Militar formam-se no Curso Superior de Polícia

O Salão de Atos do Palácio Iguaçu, em Curitiba, foi palco da formatura de 25 militares estaduais, dentre tenentes-coronéis e majores, que participaram do Curso Superior de Polícia, o qual é pré-requisito para o último posto de oficial da Polícia Militar do Paraná.

Com início em novembro de 2016, o curso teve 600 horas/aula com atividades voltadas à segurança pública para que os formandos estejam aptos a assumir funções de alto comando da PM.

O Curso Superior de Polícia é o curso de fechamento de carreira, que prepara para as funções estratégicas da corporação, qualificando o oficial para as funções de Estado-Maior e de alto comando.

Batalhão Ambiental da PM comemora 60 anos de atuação

O Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) completou 60 anos de existência no Paraná. Além de executar ações pontuais de prevenção e controle aos crimes contra o meio ambiente, desenvolve campanhas e ações ambientais periódicas em parceria com a comunidade.

Atualmente, a unidade é formada por cinco companhias, com 31 bases de atendimento à comunidade e grupo especializado da Ronda Ostensivas Tático Móvel Ambiental (Rotam).

Junto com os 60 anos de atuação foram celebrados os dez anos de existência do projeto Força Verde Mirim, que atende crianças e adolescentes de comunidades carentes, para despertar a responsabilidade com o meio ambiente. O projeto iniciou em Telêmaco Borba, nos Campos Gerais, e desde a sua criação já formou cerca de 2 mil alunos em todo o Estado.

Criado em 4 de abril de 1957, o BPMA nasceu como Corpo de Polícia Florestal. Em 1976, a unidade tornou-se Batalhão de Polícia Florestal, ampliando sua estrutura com o aumento de efetivo e instalação de postos em todo o Paraná. No ano de 2005 tornou-se oficialmente Batalhão de Polícia Ambiental - Força Verde e passou a ter quatro companhias nas diferentes regiões do Estado.

Edição anterior - Edição 17

falecomosecretario@sesp.pr.gov.br - acesse: facebook.com/sespparana

SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA E ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA

R. Dep. Mário de Barros nº 1290 - 4º andar - Centro Cívico - Curitiba - PR - 80.530-280

Report Abuse

If you feel that this video content violates the Adobe Terms of Use, you may report this content by filling out this quick form.

To report a Copyright Violation, please follow Section 17 in the Terms of Use.