Loading

Programa do Congresso Mariana SORORMARIANA.PT -:- MARIANAALCOFORADO.PT

Beja, 15 a 17 de novembro de 2019

-:- SORORMARIANA.PT -:- MARIANAALCOFORADO.PT -:-

Versão em PDF

Sexta, 15 de novembro, Lisboa – Pré-evento
Visita à Biblioteca Nacional de Portugal

09.00h – Biblioteca Nacional de Portugal (BNP): Concentração dos congressistas e abertura do Congresso Mariana com a visita guiada à exposição bibliográfica sobre as Lettres Portugaises, preparada pela Comissão Organizadora com as espécies daquela instituição.

Homenagem a Noël Bouton (1636-1715) no Monumento aos Restauradores

09.50h – Deposição de uma coroa de flores no Monumento aos Restauradores, na praça lisboeta do mesmo nome, onde no lado norte se encontram as evocações das batalhas em que Noël Bouton de Chamilly tomou parte (cerco de Valença de Alcântara, junho de 1664; batalha de Castelo Rodrigo, julho de 1664; e batalha de Montes Claros, junho de 1665), sob o comando do general alemão Schönberg.

Friedrich Hermann von Schönberg (1615-1690) comandou o contingente francês enviado por Luís XIV em auxílio de Afonso VI de Portugal

HOMENAGEM A NOËL BOUTON, MARECHAL DE FRANÇA, COMBATENTE NA GUERRA DA RESTAURAÇÃO, E INSPIRADOR DAS 'CARTAS PORTUGUESAS' DE MARIANA ALCOFORADO

Visita à Sociedade de Geografia de Lisboa (SGL), fruto da visão do sábio e erudito oitocentista Luciano Cordeiro (1844-1900). Nela se guarda o património imaterial das ideias do seu notável fundador. Foi Luciano Cordeiro quem afortunadamente redescobriu a vida de Mariana Alcoforado, autora das tão admiradas Cartas Portuguesas.

Descerramento de uma lápide de homenagem e deposição de uma coroa de flores no busto do historiador a quem se deve a identificação de Mariana Alcoforado em Beja.

A CIDADE DE BEJA AGRADECE A LUCIANO CORDEIRO A REINSCRIÇÃO DE MARIANA ALCOFORADO NA CULTURA PORTUGUESA

Busto de Luciano Cordeiro no átrio da Sociedade de Geografia de Lisboa. Obra em mármore de Moreira Rato, inaug. a 24-12-1901 com a legenda: «A Luciano Cordeiro, a Sociedade de Geografia de Lisboa» ---->

10.45h - Partida para BEJA
12.45h - Chegada a BEJA, cidade de Mariana Alcoforado
Igreja de Santa Maria da Feira, em Beja, onde Mariana foi batizada no dia 22 de abril de 1640
Mansão dos Alcoforado no centro de Beja (entrada pela Rua do Touro), onde a tradição indica que Mariana nasceu e viveu até aos 11 anos de idade.

<---- Assinatura autógrafa da Madre «D. Maria Anna Alcoforada, Vigária da Caza», seguida pela de sua irmã, a Madre «Donna Peregrina Maria Alcoforada, Escrivã».

Almoço livre das 13.30h às 14.45h

14.45h – Visita guiada aos testemunhos da Cidade de Beja seiscentista e setecentista, pela congressista Marta Páscoa: Museu Regional de Beja / Convento N. S. da Conceição, Rua do Touro, Praça da República / Praça, Rua da Cadeia Velha, Largo de Santa Maria / Terreiro de Santa Maria, Visita à Igreja de Santa Maria, Rua da Capelinha, Largo dos Duques de Beja, Rua Dr. Augusto Barreto / Rua da Fábrica, Portas de Mértola, R. Conde da Boavista / Rua da Conceição, fim da visita em frente ao Museu Regional.

15.15h – Visita guiada pelo Diretor do Museu Regional de Beja, Francisco Paixão, do Real Mosteiro de Nossa Senhora da Conceição, onde Mariana viveu e morreu, e visita à mostra documental e bibliográfica Mariana Alcoforado, evocativa dos 350 anos das Cartas de Amor, na Galeria dos Infantes (Núcleo expositivo do Museu Regional de Beja), incluindo um exemplar da edição de Paris de 1669 e reproduções iconográficas alusivas à freira de Beja por artistas como Max Ernst, Matisse e Modigliani ou dos portugueses Abel Manta e José Rodrigues. Organização do Museu Nacional da Imprensa e apoios da Câmara Municipal de Beja.

15.45h – Deposição de flores na lápide onde se encontra sepultada Mariana Alcoforado.

Interior setecentista da igreja do Real Mosteiro de Nossa Senhora da Conceição em Beja, conhecido depois como Convento da Conceição ou simplesmente como «a Conceição» ---->

Sessão de abertura no Museu Regional de Beja

16.00h – Alocuções de boas vindas pelo Senhor Presidente da Câmara Municipal de Beja, PAULO JORGE ARSÉNIO, por Sua Excelência Reverendíssima o Senhor Dom JOSÉ JOÃO DOS SANTOS MARCOS, Bispo da Diocese de Beja, e demais autoridades. Agradecimento pela Comissão Organizadora.

16.30h – Apresentação do livro de banda desenhada Mariana, de Paulo Monteiro, com o apoio da Câmara Municipal de Beja e do Museu Regional de Beja.

MARIANA DE HONRA oferecido pela Câmara Municipal de Beja

<---- Eugen de Blaas (1913) God's creatures

17.15h - Concerto pelo Coro do Carmo de Beja, dirigido pelo P.e António Cartageno

1) Peças de canto gregoriano do Antifonário do Mosteiro de N.ª S.ª da Conceição.

2) Polifonia da época de Mariana:

  • Regina cæli, lætare – Joan Cererols (1618-1680).
  • O salutaris hostia – Giovanni Battista Martini (1706-1784).
  • Beata Dei Genitrix – D. Pedro da Esperança, do Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra (1598-1660).
  • Vinde, Povos, louvai o Criador (O praise the Lord, all ye heathen, Salmo 117) – Henry Purcell (1659-1695).
  • Ó grande alegria (The Joy) – Georg Friedrich Händel (1685-1759).

3) Repertório profano, segundo o espírito das Cartas:

  • Os olhos requerem olhos – Alentejo.
  • O bordado do meu lenço – Alentejo.
  • Vai-te embora – Alentejo.
  • Escrevi teu lindo nome – Beira Alta (?).
  • Pues que ya nunca nos veis – Cancionero Musical de Palacio.
  • Eu falei contigo – Oliveira do Hospital.

Concerto do Padre António Cartageno na Sé de Angra, Ilha Terceira, Açores

O P.e António Cartageno, da Diocese de Beja, é autoridade internacional em música conventual. Fundou e dirige o Coro do Carmo de Beja (FB:PAC FB:CCB) ---->

Jantar livre
Enfermaria do Antigo Hospital de Nossa Senhora da Piedade

Este cénico espaço com nave dupla de seis tramos acolherá as sessões plenárias e uma parte das paralelas

Sábado, 16 de novembro - início dos trabalhos

09.00h – Hospital da Misericórdia – registo das presenças e distribuição das pastas/canetas.

09.30h – Hospital da Misericórdia – primeira sessão plenária, com apresentação de Vítor Amaral de Oliveira: Filipe Delfim SANTOS (Universidade Nova de Lisboa) [bio] [E-mail] – Madre D. Maria Anna Alcoforada, a autora das 'Cartas Portuguesas'. Temas: estatuto autoral; Vida vs. Arte; fraude literária ou fraude académica?; história de um mal-entendido. [Resumo].

Filipe Santos

10.15h – Sessão paralela no Hospital da Misericórdia; moderador: Edmundo Balsemão Pires.

Editores e ilustradores; a iconografia mariânica

Vitor Amaral de OLIVEIRA (Universidade Católica Portuguesa, Lisboa) [bio] [E-mail] – Claude Barbin: grandezas e misérias do editor das 'Lettres Portugaises'. Temas: Claude Barbin (1628-1698); edições; contrafações; o Grand Siècle francês. [Resumo].

Luiz Humberto MARCOS (Museu da Imprensa, Porto) [bio] [E-mail] – Ilustração das cartas de amor, da vinheta à explosão erótica. Temas: amor; ilustração; gravura; erotismo; ecranvidência. [Resumo].

Marina Silva MOTA (Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto) [bio] [E-mail] – As 'Cartas Portuguesas': relação entre texto e imagem. Temas: design editorial; ilustração; autoria e interpretação; livro ilustrado; narrativa visual e novela gráfica. [Resumo].

Regina Lúcia SILVESTRINI (Universidade Estadual de Maringá, PR) [bio] [E-mail] – Da paixão ao abandono: as 'Cartas Portuguesas' e as litografias de Henri Matisse. Temas: litografias; Matisse (1869-1954); edição Tériade, Paris 1946; edição da Fundação Arpad Szenes, Lisboa 2004 (ver notícia). [Resumo].

Henri Matisse (1946) ... je croy que je ne vous souhaite ... ---->

Centro Social do Lidador

O Centro Social do Lidador, dotado de modernas facilidades para conferências, está situado num edifício histórico junto ao Castelo de Beja

10.15h – Sessão paralela no Centro Social do Lidador; moderadora: Véronique Le Dü da Silva-Semik.

Rescritas das 'Lettres Portugaises'

Patricia Tavares de AZEVEDO (Faculdades Integradas Campo-Grandenses, RJ) [bio] [E-mail] – Escrita íntima na clausura: Abelardo, Heloísa e Mariana Alcoforado - um estudo epistolográfico. Temas: Abelardo, Heloísa e Mariana Alcoforado; epistolografia; autenticidade; contexto histórico. [Resumo].

Daniel Reizinger BONOMO (Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais, MG) [bio] [E-mail] – Camilo Alcoforado: o novelista e a freira de Beja. Temas: Camilo Castelo Branco (1863) Memórias de Guilherme do Amaral; Virgínia Filomena e Mariana Alcoforado. [Resumo].

Audrey Castañón de MATTOS (Universidade Estadual Paulista, SP) [bio] [E-mail] – O Casmurro português de Teolinda Gersão em 'A Cidade de Ulisses'. Temas: Machado de Assis (1899) Dom Casmurro; Teolinda Gersão (2011) A Cidade de Ulisses; novela epistolar; silenciamento feminino; narrador suspeito. [Resumo].

Evelyn Blaut FERNANDES (Universidade Federal do Rio de Janeiro, RJ) [bio] [E-mail] – Da 'petite sœur' à soror de Beja, Mariana no século XXI. Temas: sororidade; feminismos; pós-feminismo; contra-feminismo; diferença; corpo; AAVV. (1972) Novas Cartas Portuguesas. [Resumo].

Chá e café das 11.35h às 11.50h

11.50h – Sessão paralela no Hospital da Misericórdia; moderadora: Maria Odete Sequeira Martins.

Psicologia e filosofia amatória

Edmundo Balsemão PIRES (Universidade de Coimbra) [bio] [E-mail] & Cláudio Alexandre CARVALHO (Universidade do Porto) [bio] [E-mail] – Amar o mal de amor. Temas: acedia; amor hereos; escrita melancólica; união mística; discurso com (para) o Ausente. [Resumo].

Joana Faustino CANDEIAS (psicóloga clínica, exercendo no Seixal, Portugal) [bio] [E-mail] – “Se ontem foi um sonho, Hoje é um sonho realizado”, Investigação sobre a ópera 'Soror Mariana Alcoforado'. Temas: ópera; projeto participativo; autoestima; sintomas psicopatológicos. [Resumo].

Joaquim António PINTO (Universidade Católica Portuguesa, Lisboa) [bio] [E-mail] – Soror Mariana Alcoforado: (In)vastidão - reservatório de memórias de uma itinerância sem tempo. Temas: consciência amorosa; bucolismo; Alentejo profundo. [Resumo].

11.50h – Sessão paralela no Centro Social do Lidador; moderador: Pedro Sena-Lino.

Mariana e as tradições

Ana Seiça CARVALHO (Universidade de Coimbra) [bio] [E-mail] – Traços de Eros e Mania: o topos da mulher abandonada nas 'Lettres Portugaises' e nas 'Heroides' ovidianas. Temas: Ovídio de Sulmona (43 a.C.-18 d.C.) Heroides; abandono; autoria; máscaras. [Resumo].

Iolanda Rodrigues ALDREI (Instituto António Fraguas, Galiza) [bio] [E-mail] – Das 'Cantigas de Amigo' às 'Cartas Portuguesas'. A voz do amor na tradição feminina galego-portuguesa. Temas: imaginário celto-atlântico; tríade feminina; continuum literário galego-português. [Resumo].

Pedro CASTELEIRO López (Casa da Sabedoria e Coletivo 7 Poetas, Galiza) [bio] [E-mail] – Mariana. Deusa Branca. Deusa Negra. Temas: anelo e desejo; o oculto e o manifesto; confrarias sufis de Al-Ândalus; místicos andaluzis; abadessa Heloísa de Paráclito (1090-1164); São João da Cruz (1542-1591). [Resumo].

Almoço livre das 13.00h às 14.30h

14.30h – Sessão paralela no Hospital da Misericórdia; moderador: Padre Rui Manuel Mendes Carriço, Vigário Geral da Diocese de Beja.

Mariana e a Igreja

Cónego António Mendes APARÍCIO (Cabido da Catedral de Beja) [bio] [E-mail] – A Paixão da Madre D. Mariana Alcoforado, uma certa alegoria do Amor de Deus. Temas: teologia do Amor; a linguagem mítica e mística das Cartas Portuguesas. [Resumo].

Padre António Júlio da Silva CARTAGENO (Comissão Diocesana de Música Sacra) [bio] [E-mail] – O 'Antifonário' do Convento de N.ª S.ª da Conceição e o Ofício Rítmico de S. Francisco. Temas: música sacra; Liturgia das Horas; festa de São Francisco de Assis: 4 de outubro. [Resumo].

Clarissas durante o ofício no Mosteiro de Nossa Senhora de Guadalupe, USA ---->

<---- Chiara di Offreduccio (Assis, 1193 -1253), canonizada em 1255 como Santa Clara de Assis, discípula de São Francisco e fundadora da Ordem das Senhoras Pobres, também chamadas Clarissas, a que pertenceu Mariana Alcoforado

14.30h – Sessão paralela no Centro Social do Lidador; moderador: Pedro Casteleiro.

Mariana e a política

Marta PÁSCOA (Fundação da Casa de Bragança) [bio] [E-mail] – Beja e o Reino no tempo de Mariana Alcoforado. Temas: Guerras da Restauração (Guerra da Aclamação); contingente francês; Beja na segunda metade do séc. XVII. [Resumo].

Maria Otilia Pereira LAGE (Universidade do Porto) [bio] [E-mail] – As cartas de amor de Mariana Alcoforado na pena de Humberto Delgado: ensaio, análise grafológica e peça de teatro radiofónico (1940-1964). Temas: teatro radiofónico; Emissora Nacional, 10.X.1940; Humberto Delgado (1964) O infeliz amor de Soror Mariana: A freira de Beja (As cartas famosas, comentários e uma peça de teatro), Rio de Janeiro. [Resumo].

Chá e café das 15.10h às 15.25h

15.25h – Sessão paralela no Hospital da Misericórdia; moderadora: Marta Páscoa.

Mariana e a cultura sororal

Pedro SENA-LINO (Universidade de Gent, Bélgica) [bio] [E-mail] – O triplo sangue: a transgressão e a construção do amor nas cartas de Feliciana de Milão e de Mariana Alcoforado. Temas: escrita feminina barroca; género epistolar; circulação de manuscritos; estratégias literárias; autoconstrução; Madre Feliciana de Milão (1642-1705). [Resumo].

Anabela Galhardo COUTO (Universidade Europeia, Lisboa) [bio] [E-mail] – Fragmentos para um discurso amoroso: figuras do eros barroco em Soror Violante do Céu, Soror Maria do Céu e Soror Madalena da Glória. Temas: lirismo; Saudade; ausência; sofrimento; abandono; Soror Violante do Céu (1646) Rimas Várias; Soror Madalena da Glória (1749) Reino da Babilónia. [Resumo].

Rosa Maria Sánchez SÁNCHEZ (Universidade do Porto) [bio] [E-mail] – Cartas de amor e de guerra. As escritoras do Convento das Carmelitas Descalças de Sto. Alberto (Lisboa, séc. XVII). Temas: carmelitas descalças da Reforma teresiana; autobiografia por mandato; epístolas autobiográficas; amor divino; matrimónio espiritual; combate interior. [Resumo].

Priscila Finger do PRADO (Universidade Estadual do Centro-Oeste, PR) [bio] [E-mail] – O movimento semântico das 'Cartas Portuguesas' como marca da estilística barroca. Temas: estética de contrastes; eixos de sentido; estilística barroca. [Resumo].

Rhian ATKIN (Universidade de Lisboa) [bio] [E-mail] – A doce liberdade de expressão. Temas: artes efémeras, a culinária, as receitas; expressão corporal; a cozinha como laboratório do desejo. [Resumo].

15.25h – Sessão paralela no Centro Social do Lidador; moderadora: Cláudia Pazos-Alonso.

Mariana, das tradições aos contemporâneos

Luísa BORGES (Universidade Católica Portuguesa, Lisboa) [bio] [E-mail] – Vozes de Sóror chegam ao Céu? Presença e ausência dos arquétipos da melancolia e da saudade na paisagem emocional lusitana. Temas: autoria; máscaras; heteronomia. [Resumo].

Rogéria Alves FREIRE (Universidade de São Paulo, SP) [bio] [E-mail] – O direito à escrita em 'Cartas Portuguesas' de Sóror Mariana Alcoforado. Temas: escrita; intertextualidade; importância de contar; cartas; literatura portuguesa. [Resumo].

Ana Margarida FONSECA (Instituto Politécnico da Guarda) [bio] [E-mail] – "D'este viver aqui neste papel descripto", escritas do amor em tempo de guerra. Temas: amor; guerra; perda; guerra de Angola (1971-1972); António Lobo Antunes (2005) D'este viver aqui neste papel descripto: cartas da guerra; Ivo Martins Ferreira (2016) Cartas da Guerra, filme. [Resumo].

Manuela Sofia SILVA (Instituto Politécnico de Tomar / Instituto Politécnico de Santarém) [bio] [E-mail] – A receção das 'Lettres Portugaises' em Portugal: um outro lado da história em 'Três variações para cravo e Mariana' de Nuno Júdice. Temas: ponto de vista masculino; Nuno Júdice (2000) Três variações para cravo e Mariana. [Resumo].

Paola POMA (Universidade de São Paulo, SP) [bio] [E-mail] – Mariana Alcoforado e Adília Lopes: a subversão (das cartas) do amor? Temas: sentimento amoroso feminino; Adília Lopes (Maria José Oliveira) (1987) O Marquês de Chamilly (Kabale und Liebe) e (2000) O regresso de Chamilly. [Resumo].

<---- Grafito atual na antiga Rua dos Prazeres, no centro de Beja

Chá e café das 17.00h (16.45h Lidador) às 17.15h
Anna M. Kłobucka

17.15h – Hospital da Misericórdia – segunda sessão plenária, com apresentação de Hilary Owen: Anna M. KŁOBUCKA (University of Massachusetts Dartmouth, USA) [bio] [E-mail] – Soror Mariana na encruzilhada do conhecimento: o caso de Asdrúbal d’Aguiar. Temas: Asdrúbal d’Aguiar, modernismo, sexologia. [Resumo].

17.50h - Espaço de debate sobre as sessões deste dia.

19.45h - Jantar de Gala oferecido pela Câmara Municipal de Beja
Domingo, 17 de novembro
Manuela Parreira da Silva

09.30h – Hospital da Misericórdia – terceira sessão plenária, com apresentação de Filipe Delfim Santos: Manuela Parreira da SILVA (Universidade Nova de Lisboa) [bio] [E-mail] – Cartas de Amor, mentiras de alguém? Temas: epistolografia amorosa.

10.15h – Parallel Session in the Hospital da Misericórdia; moderator: Anna M. Kłobucka.

Mariana and the novel (in English only - sem tradução/intérprete)

David FRIER (University of Leeds, UK) [bio] [E-mail] – The convent without walls: Camilo's Mariana. Topics: frustrated passion; Camilo Castelo Branco (1862) Amor de Perdição; Simão Botelho and Mariana, the bearer of Teresa's letters. [Abstract].

Hilary OWEN (University of Manchester, UK) [bio] [E-mail] – Angry Portuguese Letters: when love is not enough. Topics: epistolary novel; AAVV. (1972) Novas Cartas Portuguesas; break up letters; Monique Wittig (1935-2013); May 1974 polemics in the Lisbon newspaper A Capital. [Abstract].

Ana Margarida Dias MARTINS (University of Exeter, UK) [bio] [E-mail] – Unhappy passions and unholy unions in Lusophone letters. Topics: José Eduardo Agualusa (1997) Nação Crioula: A Correspondência Secreta de Fradique Mendes; Ana Olímpia Vaz de Caminha; Gabriela Santamarinha; Melusine literature; desire and revenge. [Abstract].

10.15h – Sessão paralela no Centro Social do Lidador; moderador: Francisco Paixão, Diretor do Museu Regional de Beja.

Património, turismo e música

Francisca BICHO (Associação Cultural Fialho de Almeida, Cuba) [bio] [E-mail] – Fialho de Almeida, conventos, freiras e património. Temas: Fialho de Almeida (1889) Os Gatos; preservação e delapidação do património das congregações. [Resumo].

Maria João RAMOS (Instituto Politécnico de Beja) [bio] [E-mail] & João RODRIGUES (Instituto Politécnico de Beja) [bio] [E-mail] – Mariana Alcoforado, as 'Cartas Portuguesas' e o turismo literário. Temas: turismo cultural e turismo literário; produção e consumo de atrações turísticas. [Resumo].

Véronique Le Dü da Silva-SEMIK (Universidade Estadual da Paraíba, PB) [bio] [E-mail] – As cartas de amor na música brasileira: reflexões e apontamentos. Temas: Egberto Gismonti (1981) Mágico: Carta de Amor (1981); Letícia Persiles (2013) As cartas de Amor e Saudade; Maria Bethânia (2013) Carta de Amor. [Resumo].

Chá e café das 11.15h (11.25h Lidador) às 11.40h

11.40h – Sessão paralela no Hospital da Misericórdia.

(in English only - sem tradução/intérprete)

Above and right: writer and performer Myriam Cyr, author of O Amor Proibido de uma Freira Portuguesa (trad. port. 2006) --->

Mariana in the Theatre with Myriam Cyr ('Letters of a Portuguese Nun') and Lisa Forrell

Lisa Forrell

11.40h – Sessão paralela no Centro Social do Lidador; moderador: Vítor Amaral Oliveira.

Evocação de Leonel Borrela, pelo seu filho Miguel
Leonel Borrela (1955-2017)

José Miguel BORRELA [bio] [E-mail] – Leonel Borrela, alcoforadista contemporâneo. [Resumo]. Lançamento da segunda edição corrigida da obra de Leonel Borrela (2019) Das 'Lettres Portugaises' e Mariana Alcoforado, Lisboa: Chiado Books.

Intervenção de Leonel Borrela, comentando a «Janela de Mértola» através da qual Mariana viu Noël pela primeira vez (publicado em 01-12-2010).

Este e outros vídeos na página de FB de Leonel Borrela, também bloguista de Cartas PortuguesasRaridades de Beja, e outros títulos referenciados aqui. Neles Leonel Borrela veiculou e ponderou muitas informações históricas e bibliográficas acerca de Mariana, do seu convento e da sua cidade.

125 anos de Soror Saudade: Florbela, a segunda Mariana

Isa SEVERINO (Instituto Politécnico da Guarda) [bio] [E-mail] & Lara SEVERINO (Psiquiatra no Hospital de Santa Maria) [bio] – Florbela Espanca, uma aproximação a Mariana Alcoforado na temática da espera. Alguns aspetos psicopatológicos presentes na obra da escritora alentejana. Temas: psicopatologia; diálogo intertextual; encantamento, espera, despertar e libertação; amor não correspondido, catarse pela escrita. [Resumo].

Cláudia PAZOS-ALONSO (Universidade de Oxford) [bio] [E-mail] – ‘De Florbela para Pessoa, com amor’: cartas de amor imaginadas por Maria Lucia dal Farra. Temas: comunhão imaginária; melancolia; criatividade artística; Maria Lucia dal Farra (2015) De Florbela para Pessoa, com amor. [Resumo].

Homenagem a Luís Amaro (1923-2018): testemunhos
  • D. DULCE (sobrinha) – Os últimos anos de Luís Amaro.
  • Francisca BICHOLuís Amaro, uma homenagem.
  • Maria Lucia DAL FARRAO meu testemunho sobre Luís Amaro. [Texto].
Foto de Francisco Colaço

Luís Amaro em 2018, Diário do Alentejo.

Almoço livre das 13.00h às 14.30h
Sessão de encerramento no Museu Regional de Beja.
A Duquesa de Beja, D. Beatriz, 1429-1506. Retrato de 1678, óleo sobre tela, no Museu Regional de Beja

14.30hMarta PÁSCOA (Fundação da Casa de Bragança) [bio] [E-mail] – A primeira edição das Lettres Portugaises no Museu-Biblioteca da Casa de Bragança.

14.55hMaria Odete Sequeira MARTINS (Academia Portuguesa de História) [bio] [E-mail] – O Convento de Mariana Alcoforado: A Duquesa de Beja Dona Beatriz e a fundação do Real Mosteiro de Nossa Senhora da Conceição em 1459. [Resumo].

15.20h – Apresentação pelo tradutor, Vitor Amaral de OLIVEIRA, da retroversão oficial do Congresso Mariana das Lettres Portugaises Edição com o apoio da Bilioteca Municipal de Lyon e da Direcção Regional de Cultura do Alentejo.

15.45h – Conclusões finais pela Comissão Organizadora e despedida.

RESTANTE TARDE LIVRE

18.30h – Regresso dos congressistas à capital.

Claustro do Convento da Conceição (créditos) --->

Itinerário Beja --> Lisboa

Au revoir, Beja! Até ao Tricentenário Mariânico de 2023

REVISITE A CHAMADA DE COMUNICAÇÕES EM HTTP://WWW.SORORMARIANA.PT

Organização e apoios

https://twitter.com/sorormariana1

FCT-SFRH-BPD-115279-2016

MÉTRICAS DO CONGRESSO:
  • 45 - Congressistas (41 painelistas + 3 plenaristas + 1 conferencista), provenientes de 7 nações.
  • 45 - Comunicações ao Congresso incluindo 1 concerto de música sacra e profana e 1 performance.
  • 4 - Lançamentos de livros (Leonel Borrela, Patricia Tavares de Azevedo, Paulo Monteiro e Vitor Amaral de Oliveira).
  • 50 - Membros do Comité de Apoio, oriundos de 8 nações.
  • 125 - Seguidores no Twitter.
  • 547 - E-mails trocados entre a organização e os participantes.
  • 682 - Visitas à página sobre Mariana no site MISSIVA.PT (https://blogue.missiva.pt/p/2019-celebration-mariana-alcoforado-and.html), desde janeiro de 2019.
  • 1.457 - Visitas ao Programa do Congresso (esta página), desde agosto de 2019.
  • 2.761 - Visitas à Chamada de Comunicações do Congresso (https://sorormariana.pt), desde março de 2019.