Texto Dramático O teatro e a sua História

A História do Teatro

Em primeiro lugar, na Grécia Antiga os gregos faziam teatro numa maneira de agradecer ao deuses mas mais tarde faziam para a sua própria diversão. Os géneros que premodinavam era tragédia e comédia.
Foi Gil Vicente quem trouxe o teatro para Portugal no século XVI. Uma das suas obras foi Auto da Barca do Inferno.

Vocabulário do texto dramático

  • Bastidores- local que está localizado atrás do palco onde estão os camarins, onde estão alguns membros da equipa tecnica e onde está todo o material que é usado.
  • Camarim- local onde os actores se preparam (vestem, poem a maquilhagem...) antes de entrarem em cena.
  • Camarote- local onde estão alguns espectadores e está localizado em cima da plateia.
Intervenientes do texto dramático
  • Cenógrafo- pessoa que imagina e executa o cenário de uma peçade teatro.
  • Dramaturgo- autor dos textos dramáticos.
  • Encenador- aquele que idealiza o espectáculo teatral, dirigindo os actores nos seus papéis, “conduzindo-os” nos ensaios.
  • Sonoplasta- pessoa responsável por todos os efeitos sonoros durante uma peça.

Personagens

Personagens planas (ou personagens-tipo) – não alteram o seu comportamento ao longo da ação.
Personagens modeladas (ou personagens redondas) – evoluem ao longo da ação, as suas atitudes e comportamentos vão-se alterando.
Num teatro uma personagem pode ser protagonista ( é a personagem principal, a mais ativa), secundária (afeta o sentido da história) ou figurantes ( não afeta o sentido da história).

Espaço

No texto dramático há dois tipos de espaço:

Espaço representado – constituído pelos cenários onde se desenrola a ação e que equivalem ao espaço físico que se pretende recriar em palco.

Espaço aludido – corresponde às referências a outros espaços que não estão realmente representados.

Tempo

  • Tempo da representação – duração da ação, em palco.
  • Tempo da ação ou da história – o(s) ano(s) ou a época em que se desenrola o conflito dramático.
  • Tempo da escrita ou da produção da obra – altura em que o autor concebeu a peça.

Estrutura

Interna, está dívida em três partes:
  • • Exposição – apresentação das personagens.
  • • Conflito – conjunto de acontecimentos que fazem a ação progredir.
  • • Desenlace – desfecho da ação dramática.
Externa, é a divisões dos atos e cenas, correspondente a mudança dos cenários e de personagens.
Texto Principal: é a fala dos atores.
  • Monólogo – uma personagem, falando consigo mesma, expõe perante o público os seus pensamentos e/ou sentimentos.
  • Diálogo – conversa entre duas ou mais personagens.
  • Apartes – comentários de uma personagem para o público, mas fingindo que não são ouvidos pelas outras personagens.
Texto secundário:

Texto secundário ( didascálias ou indicações cénicas) que se destina ao leitor, ao encenador ou aos atores.

Tipos de cómico

Situação: a ação da personagem é cómico e inesperado.
Caráter: perfil impróprio ou inesperado da personagem.
Linguagem: usa a ironia, ao calão... que resulta num efeito cómico ou ridículo.

Made with Adobe Slate

Make your words and images move.

Get Slate

Report Abuse

If you feel that this video content violates the Adobe Terms of Use, you may report this content by filling out this quick form.

To report a Copyright Violation, please follow Section 17 in the Terms of Use.