Digital Social Consultoria Especializada em Projetos Desenvolvimento Social

A Digital Social é uma empresa de Consultoria e Assessoria especializada na implementação de Projetos de Desenvolvimento Social. O que fazemos? Desenvolvemos em conjunto com principais atores locais (Poder Público, Iniciativa Privada e Sociedade Civil) a confecção de um Plano de Desenvolvimento da localidade com base nos ativos, necessidades e potencialidades. Identificamos a Vocação da Cidade, que é a capacidade de atrair investimentos qualificados, criar um ambiente empreendedor e inovador, promovendo transformação social, via geração de trabalho e renda e inclusão produtiva tendo como base a Economia Criativa.
Desenvolvimento Sustentável – O campo do desenvolvimento sustentável pode ser dividido em quatro componentes: a sustentabilidade ambiental, a sustentabilidade econômica, a sustentabilidade sociopolítica e a sustentabilidade cultural. Temos como definição: “O desenvolvimento que procura satisfazer as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de satisfazerem as suas próprias necessidades, significa possibilitar que as pessoas, agora e no futuro, atinjam um nível satisfatório de desenvolvimento social e econômico e de realização humana e cultural, fazendo, ao mesmo tempo, um uso razoável dos recursos da terra e preservando as espécies e os habitats naturais.” — Relatório Brundtland.
Desenvolvimento Humano - O desenvolvimento humano é o processo pelo qual uma sociedade melhora a qualidade da vida dos seus cidadãos, satisfazendo suas necessidades básicas e complementares, tendo o processo centrado nas pessoas com a ampliação das escolhas, da capacidade e da liberdade de cada um. É o processo de ampliação da liberdade do ser humano, com relação às suas capacidades e oportunidades a seu dispor, para que elas possam escolher a vida que desejam ter, isso inclui as dinâmicas sociais, econômicas, políticas e ambientais necessárias para garantir uma variedade de oportunidades, bem como o ambiente propício para que cada um exerça, na plenitude, seu potencial.
Objetivos de Desenvolvimento Sustentável - Os 17 objetivos e 169 metas que foram fixados e anunciando pela ONU, em Nova Iorque (EUA) em setembro de 2015. Trata-se da ambição pela mudança, pontos norteadores que demonstram o tamanho da escala desta nova agenda de ação até 2030, que se baseia nos progressos e lições aprendidas com os 8 Objetivos de Desenvolvimento do Milénio, entre 2000 e 2015. Esta agenda é fruto do trabalho conjunto de governos e cidadãos de todo o mundo para criar um novo modelo global para acabar com a pobreza, promover a prosperidade e o bem-estar de todos, proteger o ambiente e combater as alterações climáticas, protegendo os Povos e o Planeta.
Economia Criativa - Pode ser definida como processos que envolvam criação, produção e distribuição de produtos e serviços, usando o conhecimento, a criatividade e o capital intelectual como principais recursos produtivos. São atividades na quais tem como base o exercício da imaginação e da criatividade, tornando-os o maior ativo e potencializando seu valor econômico. Setores da Economia Criativa: Gastronomia, Arquitetura, Publicidade, Design, Artes, Antiguidades, Artesanato, Moda, Cinema e Vídeo, Televisão, Editoração e Publicações (Literatura), Artes Cênicas (Performing Arts), Rádio, Lazer, Música e Fotografia.
Cidades Educadoras - A cidade educadora é uma cidade com uma personalidade própria que tem como ponto fundamental o investimento no capital humano e nas relações sociais estabelecidas no âmbito do seu território. A cidade educadora é um sistema complexo em constante evolução e pode exprimir-se de diferentes formas, mas dará sempre prioridade absoluta ao investimento cultural como agente educativo permanente, plural de conexão, interação, inclusão e transformação. É uma cidade que não está fechada em si mesma, mas que mantém relações com outros núcleos urbanos da sua localidade para aprender de forma colaborativa, estabelecer vínculos, compartilhar experiências e, portanto, enriquecer a vida dos seus habitantes.
Economia Verde - A economia verde é definida pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente como "uma economia que resulta em melhoria do bem-estar da humanidade e igualdade social, ao mesmo tempo em que reduz os riscos ambientais e a escassez ecológica". A economia verde inclui: oferta de empregos, consumo consciente, reciclagem, reutilização de bens, uso de energia limpa e valoração da biodiversidade. Espera-se que seus resultados sejam a melhoria qualidade de vida para todos, diminuição das desigualdades entre ricos e pobres, conservação da biodiversidade e preservação dos serviços ambientais.
Cidades Criativas, Inovadoras e Inteligentes - O futuro do planeta e das pessoas está diretamente ligado ao desenvolvimento de suas cidades. Por meio de um conjunto de ações e soluções voltadas para as necessidades atuais cotidianas do ser humano, potencializando o surgimento e a multiplicação de novos atores sociais, articulados em rede e em busca de mais sustentabilidade, equilíbrio social e maior harmonia entre o homem e o meio ambiente. O objetivo é estimular nas cidades a transformação de ambientes urbanos em espaços propícios à inovação, à criatividade e à criação de empresas sociais e negócios sustentáveis, com a finalidade de termos uma cidade mais próspera, justa, inclusiva, para as pessoas e com melhores índices de desenvolvimento humano e social.
Consultor e Diretor Executivo
William de Medeiros
Contato: (11) 9.9395-5963

Made with Adobe Slate

Make your words and images move.

Get Slate

Report Abuse

If you feel that this video content violates the Adobe Terms of Use, you may report this content by filling out this quick form.

To report a Copyright Violation, please follow Section 17 in the Terms of Use.