Loading

Grupo de Jovens "Esperança" "alegra-te jovem, na tua juventude" (Ec 11,9)

Os movimentos juvenis desde muito cedo se revelaram um importante pilar da comunidade cristã. Para além do Agrupamento de Escuteiros já referido, surgiram outros projetos, nomeadamente o “Agit’arte”, existente durante alguns anos na comunidade da Boa Água. Vale a pena referir a experiência juvenil mais duradoura e que ainda hoje se mantem em atividade: o Grupo de Jovens Esperança.

Foi no ano de 1997 que o grupo fundador recebeu o Sacramento da Confirmação, terminando assim o seu percurso catequético. A caminhada que realizaram e a intensa vontade de seguir a Cristo, fez crescer a vontade de servir a paróquia que os acolheu neste percurso. Com a ajuda e empenho da catequista Carmina que os acompanhou nos últimos anos, alguns elementos do grupo criaram um novo projecto na comunidade, para se inserirem e desenvolver atividades – um Grupo de Jovens. Este começou com grande vitalidade, faziam parte dele um número bastante razoável de elementos, que tinham em comum a sede de crescer na Fé e levar aos outros a Boa Nova.

Grupo de jovens em 1997, no dia do Crisma

O facto de o Grupo estar sediado na Igreja de Nossa Senhora da Esperança não foi o único motivo que o levou a adquirir o nome “Esperança”: na verdade o grupo desejava e esperava Cristo e «tinha esperança de levar aos outros a Palavra de Cristo, um Cristo amigo, um Cristo Pai, um Cristo misericordioso... tinha esperança de levar o amor do Pai a quem desconhecia... tinha esperança de fazer grandes obras... tinha esperança...» (Vera Dias).

Inicialmente as atividades foram de fortalecimento do grupo, criar uma comunhão de interesses e convicções baseadas na oração, na reflexão de textos bíblicos e debates de confronto com a atualidade. A consolidação do grupo, começou a exigir novos desafios, que levaram ao desenvolvimento de atividades mais comunitárias: iniciaram-se as visitas quinzenais a um Lar de Idosos; começaram-se a dinamizar as eucaristias; no Advento os jovens elaboravam um cartaz dinâmico, que evoluía ao longo das semanas; na Quaresma eram elaboradas pequenas reflexões do evangelho distribuídas aos paroquianos no final da eucaristia e era também dinamizada a Via-Sacra semanal; nos meses de Maio e Outubro, o grupo rezava o terço em comunhão com os paroquianos.

Este foi um grupo, semelhante a muitos outros, onde se viveram momentos bons e menos bons, mas com a força da oração e da persistência dos elementos do grupo, os obstáculos foram sendo superados. E como não podia deixar de acontecer, fruto do tempo e da mudança, alguns elementos saíram e novos foram surgindo.

Grupos de jovens ao longo dos tempos: em 2005, 2009 e 2011

Estes elementos realizaram muitas outras actividades, algumas delas resistentes à evolução dos tempos como é exemplo a participação no Banco Alimentar e a edição do jornal “Porta de Esperança”. Posteriormente, o grupo começou a dinamizar retiros e encontros de reflexão Tornou-se frequente a participação nas festas populares, bem como nas procissões. Também tem assegurado até à atualidade a montagem do presépio na Igreja de Nossa Senhora da Esperança. Em 2010 começou a participação no A3 Jovem, acampamento diocesano de jovens católicos. No ano seguinte, o Grupo de Jovens participou pela primeira vez nas Jornadas Mundiais da Juventude que tiveram lugar em Madrid. Em 2012 começou o projecto “Cartas para Deus” que convida os paroquianos a escrever a Deus os seus pensamentos e intenções.

Olhando para trás, este grupo teve sempre centrado na oração e na procura de dar algum contributo à comunidade. Acompanhados pelos párocos, que confiaram na sua determinação e trabalho foram realizadas algumas obras em nome de Deus. O Grupo de Jovens Esperança, construiu a sua casa sobre as rochas e espalhou as sementes pelo caminho. Por isso, apesar das mudanças que se vão vivendo, a vitalidade continua, e vai dando os seus frutos. O desenvolvimento é fruto da transformação.

Antigos e atuais membros na festa dos 20 anos do grupo, a 15 de outubro de 2017

Report Abuse

If you feel that this video content violates the Adobe Terms of Use, you may report this content by filling out this quick form.

To report a Copyright Violation, please follow Section 17 in the Terms of Use.