Uma viagem... Figueira da Foz

História da cidade

Foi no início o do século XI que se iniciou o povoamento das terras, devido à sua posição estratégica e privilegiada junto ao rio Mondego. No decorrer da história foram-se fixando numerosas povoações, que mais tarde vieram a construir o concelho da figueira da foz.

Durante o século XVI a população é assolada por diversos ataques piratas. Foi então que se tornou necessário a construção do Forte de santa Catarina, para defesa da zona.

Os ataques piratas voltariam a fazer-se sentir no século XVII, tendo a Figueira da Foz e Buarcos sido saqueadas, as igrejas profanadas e o forte de Santa Catarina ocupado.

É a segunda maior cidade do distrito de Coimbra, com cerca de 28 000 habitantes. Foi conhecida como "Rainha das Praias de Portugal" devido ao seu vasto areal.

Clima

A cidade da Figueira da Foz tem um clima Mediterrâneo. No Inverno as temperaturas variam entre os 7 °C e os 14 °C raramente descendo abaixo dos 0 °C, enquanto no Verão as temperaturas oscilam entre os 15 °C e os 25 °C.

Gastronomia e alojamento

Atualmente a gastronomia está associada a momentos únicos de prazer… a Gastronomia é um dos ex líbris da Figueira da Foz, enquanto reflexo de uma memória coletiva, de costumes e tradições. A sua riqueza gastronómica com base no peixe e as típicas sobremesas, como as Brisas da Figueira da Foz ou as gulosas papas de moado, fazem as delícias dos visitantes.

Ao nível do alojamento, a Figueira tem uma vasta oferta:

  • Alojamento local;
  • Estabelecimento hoteleiro;
  • Parques de campismo/caravanismo;
  • Turismo espaço rural.

Turismo na região

O vasto espólio do Museu Municipal Santos Rocha, constituído por colecções de arqueologia, etnografia africana e oriental, numismática, pintura, escultura, cerâmica e mobiliário; A fabulosa coleção de Azulejos Delft da Casa do Paço (a maior existente na Europa); o Palácio Sotto Mayor; o Forte de Santa Catarina; a Fortaleza de Buarcos; as inúmeras igrejas com as suas talhas douradas; os vários vestígios arqueológicos, que remontam ao jurássico, fazem da Figueira da Foz um destino com um património histórico único. Os múltiplos espaços verdes existentes convidam a agradáveis passeios a pé, de bicicleta ou de carro.

Destacando-se a Serra da Boa Viagem e toda a sua riqueza arqueológica, o Parque das Abadias, a zona ribeirinha e as Lagoas do Bom Sucesso. Os percursos pedestres complementam a oferta turística da Figueira da Foz, proporcionando agradáveis experiências de eco turismo: Rota das Salinas e Rota dos Arrozais.

Principais destinos a visitar:

  • Casino da Figueira da Foz, o mais antigo da península Ibérica;
  • Visitar a Rua da República, uma das mais antigas da cidade, onde se encontra o comércio mais tradicional;
  • Palácio de Sotto Mayor;
  • Forte de Santa Catarina e o forte de Buarcos;
  • Miradouro da Serra da Boa Viagem.

Desportos náuticos

As condições naturais da Figueira da Foz convidam à prática dos mais diversos desportos náuticos: da vela ao remo, do surf ao bodyboard, do kayaksurf ao paddlesurf.

A beleza da cidade encerra em si a adrenalina das ondas do mar e a tranquilidade de relaxantes passeios no maior rio português - o Mondego. O que para muitas pessoas pode ser desagradável, pode fazer as delícias de outras, falamos da brisa marítima figueirense que permite ainda a prática do windsurf e do kitesurf.

Principais praias para a prática destes desportos:

  • Murtinheira;
  • Cabo Mondego - Mina;
  • Teimoso;
  • Tamargueira;
  • Molhe Norte;
  • Cabedelo;
  • Cova Gala;
  • Costa de Lavos;
  • Leirosa.

Como chegar...

Conhecer melhor a cidade

Credits:

Created with images by Pepe Martin - "Figueira da Foz 101" • Pepe Martin - "Figueira da Foz 127" • Rui Ornelas - "A COVA" • Rui Ornelas - "FAROL DO CABO MONDEGO 1" • Rui Ornelas - "O MAR DA COVA"

Report Abuse

If you feel that this video content violates the Adobe Terms of Use, you may report this content by filling out this quick form.

To report a Copyright Violation, please follow Section 17 in the Terms of Use.