Oficina de Fotografia com Celular

A Câmera e o Olho Humano

Os olhos são poderosas ferramentas para a interpretação do mundo, eles exprimem nossas emoções, nossos sentimentos de alegria e tristeza revelando as nossas personalidades.

A fotografia é a técnica de formação de imagens através da exposição luminosa. O termo "Fotografia" vem do grego e significa "desenhar com luzes e contrastes".

As câmeras fotográficas são extensões mecânicas dos olhos, eles se assemelham em seu funcionamento:

Córnea/vidro das lentes

Córnea: São membranas fibrosas, finas e resistentes responsáveis pela proteção dos olhos. Os vidros das lentes nas câmeras tem essa mesma função.

Íris/Diafragma

A íris é a parte mais visível dos olhos, suas características são herdadas, porém seu funcionamento é o mesmo em cada indivíduo. Dentro da íris há um orifício chamado pupila, esse orifício é o responsável por controlar a quantidade de luz que entra no olho. Quanto maior é a exposição da luz, menor é a abertura da pupila, quanto menor é a exposição, maior é a sua dilatação. Nas câmeras, elas recebem o nome de DIAFRAGMA.

Cristalino/lentes

O cristalino é a parte responsável pela nitidez da imagem, ela permite o foco e a visualização de objetos próximo ou em longas distâncias dependendo do grau de contração ou relaxamento. Já nas lentes das câmeras o foco é definido através do afastamento ou aproximação dos vidros.

Retina/Sensor

A retina é responsável por absolver a luz e transformar em sinais que são enviados pelo nervo ótico para o cérebro. Nas câmeras, o sensor tem essa mesma função. Nas câmeras analógicas utilizam-se os filmes fotográficos.

Sensor de uma câmera digital
Cérebro/Processador

Quando os sinais emitidos pela retina chegam ao cérebro, as informações são traduzidas e revelam o que estamos enxergando. Os processadores são o "cérebro" das máquinas fotográficas.

Outra semelhança a ser analisada é o fato de que os olhos e as câmeras captam as imagens de "cabeça pra baixo". Quando um objeto está a uma certa distância focal, sua imagem precisa ser invertida para não confundir o receptor (cérebro/processador), que posteriormente, inverte essa imagem para a posição natural, portanto, esse fenômeno é imperceptível.

Nosso Cérebro é uma verdadeira Máquina

Ferramentas das Câmeras

  • Flash
  • Iso
  • Zoom
  • Foco
  • Exposição
  • Modo Panorâmico
  • Modo de Cena
  • Disparo Contínuo
  • Efeitos (sépia, preto e branco, negativo)
  • Temporizador
  • Auto Retrato

Composição da Imagem

Para a composição de uma imagem, é necessário a análise dos seguintes fatores antes do "click":

  • Identificar o OBJETO da imagem, ou seja, o foco visual
  • Excluir as distrações visuais do quadro ou acrescentá-las de maneira consciente
  • Definir a orientação da Imagem (Planos e Ângulos)
Planos (Enquadramento da Imagem)
  • Plano Geral (enquadra o objeto e seu ambiente)
  • Plano Americano (pouco acima do joelho)
  • Primeiro Plano (pouco acima da cintura)
  • Close (enquadra somente o rosto)
  • Detalhe (enquadra apenas uma parte do rosto)
Altura do Ângulo (posicionamento da câmera)
  • Normal (nível dos olhos)
  • Plongéé (cima para baixo, produz a sensação de fragilidade, intimidação)
  • Contra-plongéé (baixo para cima, produz a sensação de imponência, grandeza)
Lado do Ângulo
  • Fontal (linha reta com o nariz)
  • ¾ (Diagonal)
  • Perfil (lado)
  • Nuca (atrás do objeto)

Momento Inspiracional

Fotografia Publicitária

O Poder das Imagens nas Propagandas

Fotografia Artística

Sebastião Salgado (Brasil)

Garimpeiro e Policial Militar, Serra Pelada (Pará)

Lee Jeffries (Inglaterra)

Araquém Alcântara (Brasil)

Caldeira dos Santos (Brasil)

Anônimos E Criativos

Agora, Mãos à Obra!!!

Aplicativos de Edição

  • Photo Studio
  • PicsArt
  • LightRoom
  • Photoshop
  • Cymera

Report Abuse

If you feel that this video content violates the Adobe Terms of Use, you may report this content by filling out this quick form.

To report a Copyright Violation, please follow Section 17 in the Terms of Use.