Assalto em São Cristóvão Pedro josé de oliveira Neto

Na manhã do dia 20.01.2017, os alunos do curso de jornalismo saíram para uma primeira aula prática na cidade de São Cristóvão - SE. Mas o que não se esperava naquele dia era um assalto. Duas pessoas do sexo masculino entram no museu da cidade e roubaram obras de esculturas de um valor histórico raro.

Os funcionários do museu logo chamaram as polícias para investigar o caso e procurar os malfeitores pelas redondezas. Na localidade, a população entrou em pânico, todos com medo, fatos como esse nunca aconteceu em São Cristóvão.

Viaturas da polícia por todo o lado, interrogado a população. Todos queriam saber, e capturar os bandidos que roubaram o museu. Várias pessoas em praça pública foram interrogadas.

Por volta das 11h00min da manhã, todos estavam em Pânico na cidade. Colégios suspenderam a as aulas, lojas foram fechadas e pessoas ficaram apreensivas com a situação.

A perseguição continuava e os discentes de jornalismo fiaram presos no museu, de lá não podiam sair. Depois de muitas investigações, surge uma pista de onde os bandidos estavam.

Informações de um funcionário público revela que os bandidos estavam em uma casa de cor amarela do número 120, eles invadiram uma casa de uma senhora e se esconderam com pertences roubados.

Depois de muito trabalho e medo da população. Todos os turistas, crianças, jovens, adultos e velhinhos voltam a suas atividades normais. Com tudo tranquilo, os alunos de fotojornalismo voltam a fotografar e conhecer lugares históricos. A paz e a tranquilidade voltam a reinar em São Cristóvão.

Made with Adobe Slate

Make your words and images move.

Get Slate

Report Abuse

If you feel that this video content violates the Adobe Terms of Use, you may report this content by filling out this quick form.

To report a Copyright Violation, please follow Section 17 in the Terms of Use.