Marcas do Tempo uma representação dos trabalhadores da universidade federal de sergipe

Atualmente, o Brasil é cenário de fortes mobilizações contrárias às Reformas Trabalhista e Previdenciária, reacendidas no governo de Michel Temer e em vias de aprovação. Estas reformas geram diversas alterações nas relações trabalhistas, com a retirada de direitos conquistados com muita luta no decorrer dos anos.

Lázaro, 21. Trabalha há um ano como auxiliar de serviços gerais.

Entre diversos pontos das reformas está a regulamentação da terceirização dos diversos tipos de serviço. De acordo com a legislação atual, apenas funções como serviços gerais e vigilância, por exemplo, são permitidas e na Universidade Federal de Sergipe é possível perceber que as funções citadas são desempenhadas por funcionários contratados por empresas terceirizadas.

Cleverton é jardineiro e trabalha na Universidade há oito anos, sendo que os cinco últimos são vinculados à atual empresa.
Denison, 47, trabalha na função de jardineiro há 5 anos. Seu pai e seu irmão também trabalhavam na Universidade. Ele conta que o pai começou a trabalhar em 1968, ano em que foi fundada a instituição.
Técia, 38. Trabalha há 5 anos e é auxiliar de didáticas, na função de regulação do funcionamento de aparelhos de ar-condicionado e projetores.

"Eu trabalhava no comércio. Mas quando a gente chega perto dos 30 anos, fica difícil de conseguir ser chamado. Aí eu fiquei fazendo bicos até conseguir entrar aqui", diz Deise, 58, auxiliar de serviços gerais há 4 anos.

Ronaldo, jardineiro da Universidade há 5 anos.
Eduarda é funcionária há 5 anos, mas já atuou em três áreas diferentes: Entrou como auxiliar de serviços gerais, passou para a recepção e atualmente é auxiliar de didáticas.
Vicente é jardineiro e assim como Lázaro, possui um ano de serviço na Universidade. São os exemplos de contratação mais recentes retratados neste ensaio.

Report Abuse

If you feel that this video content violates the Adobe Terms of Use, you may report this content by filling out this quick form.

To report a Copyright Violation, please follow Section 17 in the Terms of Use.