Loading

Leituras com História Passado, Presente e Futuro

O Agrupamento de Escolas André de Gouveia de Évora possui 13 estabelecimentos de ensino, tendo em 2020/2021, 256 alunos do pré-escolar, 533 do 1.º Ciclo, 247 do 2.ºCiclo, 418 do 3.º Ciclo, uma turma de Curso de Educação e Formação Tipo 3 com 15 alunos; 11 turmas do ensino secundário com 301 alunos e 15 turmas de ensino profissional com 217 alunos.

5 Bibliotecas Escolares

Agrupamento aLeR+

O Programa aLeR+2027 é, desde a sua criação, uma parceria entre o Plano Nacional de Leitura (PNL2027) e a Rede de Bibliotecas Escolares (RBE), destinada a apoiar as escolas que desenvolvem de forma consolidada um ambiente integral de leitura, centrado na melhoria da compreensão leitora e no prazer de ler e escrever.

Venham Ver e Ouvir... Estamos aLer+!

OBJETIVOS GERAIS DO NOSSO PROJETO

Dar continuidade à cultura de leitura que se promove há alguns anos no nosso Agrupamento.

Mobilizar o contacto com o livro em vários suportes.

Promover a leitura, valorizando a escrita criativa, a expressão plástica, a expressão dramática e a música.

Fomentar a utilização das tecnologias de informação e comunicação na promoção da leitura.

CULTURA DE LEITURA:

Do Pré-escolar ao Secundário

Hora do Conto
Leituras Partilhadas -os mais velhos partilham o seu gosto pela leitura com os mais novos.
Maratonas de Leitura -"Maratona de Leitura de Língua Portuguesa e Espanhola” que anualmente reúne estudantes de Évora e da Extremadura.
Concurso Nacional de Leitura - o objetivo principal do Concurso Nacional de Leitura é estimular o gosto e o prazer da leitura para melhorar o domínio da língua portuguesa, a compreensão leitora e os hábitos de leitura. Os destinatários do Concurso Nacional de Leitura são os alunos dos 1.º, 2.º, 3.ºciclos do Ensino Básico e do Ensino Secundário.
Concurso "Leituras na Planície" tem como objetivos principais a promoção do gosto pela leitura, o contacto com os livros, bem como o desenvolvimento da leitura expressiva.
Participação em projetos de promoção de leitura de âmbito nacional e internacional
Miúdos a Votos: quais os livros mais fixes?’: Campanha eleitoral em torno de livros - Os partidários de cada livro defendem as suas ideias publicamente. Votação, escrutínio e APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS ELEITORAIS, sendo a divulgação realizada em cerimónia pública.
As Olimpíadas da Cultura Clássica são um concurso que pretende estimular a curiosidade e alargar os conhecimentos dos alunos sobre temas de Cultura Clássica, através de desafios que apelam à escrita, à expressão artística e ao domínio de ferramentas digitais
Esta é uma iniciativa conjunta da Secretaria de Estado da Educação, através da RBE, e da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, que visa incentivar e enquadrar o estabelecimento de parcerias entre Bibliotecas de Escolas Básicas e Secundárias e Unidades de Investigação e Bibliotecas do Ensino Superior. Essas parcerias são desenvolvidas autonomamente, nos moldes que mais se adequem às entidades envolvidas, e em qualquer área do conhecimento.

A RBE tem promovido projetos de inovação e excelência em diferentes áreas, que evidenciam uma intervenção mais qualificada na melhoria das aprendizagens, das múltiplas literacias, na cidadania e no envolvimento da comunidade educativa

O Campeonato Nacional de LITERACIA 3Di é uma iniciativa de responsabilidade social da Porto Editora que, desde 2015, desafia os alunos do 5.º ao 8.º anos de escolaridade a mostrarem as suas competências de literacia em Leitura, Matemática, Ciência e Inglês. As provas decorrem em três fases (local, distrital e nacional) e são elaboradas por uma Comissão Científica coordenada pela Prof.ª Dr.ª Glória Ramalho e, no caso do Inglês, pela Cambridge Assessment English. Os alunos respondem através de uma área reservada da plataforma online da Escola Virtual.

Com o Alto Patrocínio de Sua Excelência o Presidente da República, esta é uma iniciativa única em Portugal, não só porque se dedica à promoção da literacia dos alunos portugueses, mas porque estimula o desenvolvimento de competências educativas, pessoais e sociais. O número de alunos participantes tem aumentado desde a primeira edição e o envolvimento de toda a comunidade educativa é notório. A Porto Editora recebe inúmeros contactos de professores das diferentes disciplinas (incluindo os professores bibliotecários que, em muitos casos, são os responsáveis pela inscrição e coordenação da participação das respetivas escolas – este é, aliás, um dos motivos que levou a RBE a integrar a Comissão de Honra da iniciativa). A par destes, também os encarregados de educação e vários representantes de diferentes municípios se envolvem ativamente nas diferentes fases do Campeonato Nacional de LITERACIA 3Di, procurando dar todo o apoio à participação dos alunos.

Na quinta e última edição realizada (ano letivo 2019-2020), a iniciativa contava com 160 mil alunos inscritos provenientes de mil estabelecimentos de ensino público e privado, de todos os distritos do país (incluindo regiões autónomas). Infelizmente, devido ao surgimento da pandemia, a Porto Editora (após consultar a DGS e outras entidades parceiras como a CONFAP, a ANDAEP e a AEEP) decidiu suspender as provas quando já decorria a segunda fase (março de 2020). Face à evolução da pandemia, decidiu-se não retomar as provas e, inclusive, não arrancar uma nova edição em outubro de 2020, como seria habitual. Espera-se, no entanto, que, no próximo ano letivo, estejam reunidas as condições que permitam a estabilidade necessária para que alunos e professores se envolvam novamente nesta iniciativa.
Ferreira Gullar
Tema - "O Nosso Olhar – O peso de uma máscara"
"O nosso olhar, o olhar daqueles que nos rodeiam, o olhar de quem sorri, o olhar de quem explora o mundo, o olhar de quem duvida, o olhar que esconde e o que partilha as transformações inerentes a um tempo de pandemia. Uma quarentena silenciosa repleta de novos encontros, receios, medos, esperanças, mudanças, talvez um despertar rápido e efusivo ou um acordar carinhoso e sonolento. Vamos ao sabor da perspetiva de cada um, procurar o olhar do outro. (...) Através das artes abre-se o caminho para a reflexão, o debate e a transformação. Conceitos que achávamos antes ter como dados adquiridos, questionamos agora as suas verdades e os seus porquês. Encontramos o “se”, o “será, e o “quando”, viajamos em ideias e possíveis suposições, histórias de embalar e episódios para não recordar. Voamos sobre sentimentos e aprendizagens que entendemos já não ser os mesmos. De volta à realidade recordamos e reconfortamo-nos nos outros. Partimos à procura do amor, do sentido das coisas e do porquê de tudo isto. Aqui, neste lugar onde nos encontramos, nasce o Nosso Olhar – O peso de uma máscara."

Objetivos

• Tornar a cultura acessível a todos;

• Desenvolver a sensibilidade estética e artística;

• Estimular o sentimento e a emoção;

• Desenvolver a criatividade e imaginação;

• Promover um crescimento saudável das crianças e jovens;

• Potenciar o sentido crítico;

• Estimular a expressividade;

• Proporcionar novas experiências artísticas;

• Despertar e criar novas expectativas

Já leste um poema hoje? – Poemas à solta pelos espaços das escolas do Agrupamento, respetivo site e redes sociais, para surpreenderem e alimentarem a alma.

Promover a leitura, valorizando a escrita CRIATIVA, a expressão plástica, a expressão dramática e a música!

LEITURA, GRAVURA e ESCRITA CRIATIVA

" No tempo em que os animais falavam" de Manuel Ferreira

"Estranhões e Bizarrocos" de José Eduardo Agualusa

O Fantástico: Personagens Gravadas, histórias Contadas!

Fases

1. Leitura de dois contos selecionados pela professora bibliotecária, em articulação com a professora do clube de gravura.

2. Ilustração das histórias com gravuras.

3. Exposição de gravuras na biblioteca.

4. Visita à exposição com os professores de Português.

5. Redação de textos coletivos sob a orientação do professor de Português, em sala de aula.

6. Edição de um livro com as gravuras e os textos.

Gravuras (Clube de Gravura) - Personagens gravadas, histórias contadas

Reportagem realizada pelos alunos do secundário.

Os alunos do Curso Profissional de Técnico de Audiovisuais do nosso Agrupamento deslocaram-se à biblioteca da Escola Conde de Vilalva de Évora, para realizar uma reportagem sobre o Concurso de Escrita "O Fantástico", dinamizado pela equipa da biblioteca em articulação com o clube de gravura e os docentes de Português. O canal de TV do Agrupamento da Escola André de Gouveia tem como objetivos promover e divulgar todas as atividades de relevo, que se concretizam desde o pré-escolar ao ensino secundário, e surgiu no âmbito do gabinete de imagem do Agrupamento.

Mobilização de todos os alunos do 2.º e 3.º ciclos do Agrupamento (valorização da leitura, escrita e artes plásticas).

https://www.calameo.com/read/0067824206285c748db6a

https://www.calameo.com/books/006782420547b6736f9cc

LEITURA e EXpressÃo Plástica

"Histórias Contadas, Histórias Desenhadas, Histórias Construídas"

"A Maior Flor do Mundo" de José Saramago (Programa Eco-Escolas)

" A Maior Flor do Mundo" - após a leitura orientada do livro de Saramago, o trabalho foi desenvolvido em sala de aula, pelos alunos e docentes de 4.º ano de escolaridade, em parceria com a biblioteca escolar e o Programa Eco-Escolas. Os objetivos foram os seguintes:a) Promover o gosto pela leitura; b)Associar a Literatura às Artes Plásticas; c)Expressar-se através da linguagem visual; d)Fomentar a criatividade, associando a leitura à expressão plástica; e) Introduzir experiências de criação plástica, como outra forma de linguagem

" Uma Aventura no Outono" de Nuno Caravela

A construção dos Livros Pop-up

A expressão plástica, tal como a animação leitora, possibilita à criança o desenvolvimento da autonomia e o pensamento crítico, na medida em que proporciona à criança a apropriação de uma linguagem para a expressão e comunicação de ideias e emoções; relacionar novos temas com o seu próprio conhecimento e experiência;«ler» e posicionar-se criticamente sobre as imagens e as diversas manifestações artísticas que usam a linguagem visual, refletir, questionando-se a si próprio e aos seus pares, desenvolvendo e afirmando os seus pontos de vista em relação aos temas em discussão e ao processo expressivo e criativo (Magueta, L.G., 2014, p.76).

Os livros pop-up foram construídos, na biblioteca escolar, pelos alunos de todos anos de escolaridade, com o auxílio e orientação da equipa da biblioteca, após as leituras realizadas e para assinalar efemérides.

Com a construção dos livros pop-up pelos alunos, tal como defende Cirilo (2010, p.53), cumpriu-se a função primordial da educação através da arte, que "deve ser uma educação para a constituição de um ser sensível e social, uma vez que esta possibilita ao homem experiências pessoais na sua perceção de estar no mundo, sendo de extremo valor para a sociedade, e possibilita-lhe ainda a consciência do seu lugar e natureza dentro da sociedade tecnológica e multicultural”.

LEITURA E EXPRESSÃO MUSICAL

Histórias MUSICADAS

A partir da audição e da leitura de contos, os alunos redigiram letras de músicas e o docente de Educação Musical auxiliou os alunos na produção e adaptação da música. Os livros foram requisitados e os pais leram as histórias com os seus educandos, apoiando-os na redação das letras das músicas.

Ilustração do livro "A Joaninha ao Contrário e Outras Histórias" de Nuno Amaral Jorge

O conto musicado “O coração do Urso” do livro

"Joaninha ao Contrário e outras Histórias” de Nuno Amaral Jorge

Agora, conto EU!

Objetivos gerais:

Desenvolver a linguagem oral;

Estimular o gosto pela leitura;

Desenvolver o raciocínio lógico;

Envolver as crianças num mundo de fantasias e imaginação;

Melhorar a interação, comunicação das crianças.

Envolver as famílias nos hábitos de promoção de leitura.

Fomentar o uso das TIC na promoção da leitura e no desenvolvimento de aprendizagens, a distância.

Público - alvo: crianças do pré-escolar

Dinamizadores: Bibliotecas do agrupamento de escolas André de Gouveia de Évora e alunos do 2.ºciclo da Escola Conde de Vilalva de Évora.

Descrição da atividade: os mais velhos contam histórias aos mais novos. Com a orientação da coordenadora das bibliotecas, de algumas docentes de português e o apoio técnico dos encarregados de educação, os alunos gravaram as histórias em vídeo e contaram-nas à sua maneira.

É fundamental para a formação de qualquer criança ouvir muitas histórias... “Escutá-las é o início da aprendizagem para ser leitor é ter um caminho absolutamente infinito de descobertas e de compreensão do mundo”.É indiscutível e de largo consenso a importância da prática de leitura de histórias, enquanto atividade regular, agradável e que proporciona interações e partilha de ideias, conceções e vivências” (Mata, 2008, p. 78).

“A leitura de histórias é uma atividade muito rica e completa, pois permite a integração de diferentes formas de abordagem à linguagem escrita, em geral, e à leitura, de uma forma específica” (Mata, 2008, p. 78).

Ramos e Silva (2009) mencionam que as crianças iniciam a aprendizagem da leitura muito antes da escolaridade obrigatória. As autoras destacam ainda a importância das crianças contactarem com a literatura para a infância desde cedo de modo a proporcionar-lhes maior sucesso nas suas aprendizagens futuras. com o livro e com a leitura” (Ramos & Silva, 2009, p. 3).

Sendo a leitura de histórias uma atividade bastante apreciada pelas crianças entre os 0 e os 6 anos de idade, cabe ao educador aproveitar este interesse por parte dos mais pequenos e tirar partido destas práticas, tornando-as em momentos lúdicos agradáveis, “fonte de inúmeras reflexões e partilhas e um elemento central na formação de “pequenos leitores envolvidos” que conseguem aproveitá-la para irem muito mais além do que aquilo que está escrito nas páginas que a registam” (Mata, 2008, p. 80).

A leitura de histórias e a exploração de livros têm para além da criação de relações afetivas, outros benefícios no desenvolvimento das crianças, uma vez que promovem a autonomia, aquisição de conhecimentos, desenvolvimento do espírito crítico e a abertura às muitas perspetivas porque se pode representar e analisar o real.

A leitura em voz alta vai estimular a imaginação das crianças, facultar-lhes informação e promover a sua reflexão sobre acontecimentos, quer sobre si próprio quer sobre os outros. Ouvir histórias vai abrir novos mundos à criança, mas também vai influenciar nas aquisições na área do desenvolvimento da literacia (Morrow & Temlock-Fields, 2004).

Dias e Neves (2012) referem que é a partir das histórias que a criança tem a oportunidade de enriquecer e alimentar a sua imaginação, ampliar o seu vocabulário, permitir a sua autoidentificação, desenvolver o pensamento lógico, a memória, estimular o espirito crítico, vivenciar momentos de humor, diversão, satisfazer a sua curiosidade e adquire valores para a sua vida (p. 37).

É no Pré-Escolar que o ato de contar histórias se torna essencial, pois é nesta etapa que as crianças desenvolvem as primeiras capacidades de narração, e desta forma deve proporcionar-se à criança momentos literários ricos e variados para a formação de leitores.

Viaj@r com a Leitura

A utilização do Podcast na promoção da leitura - gravação de excertos de livros e textos de vários géneros literários (convite à leitura).

"10 Minutos a Ler"

A ciência e a observação empírica têm mostrado amplamente o quanto o contacto com o livro e a prática regular da leitura são indispensáveis para o desenvolvimento do gosto de ler, a consolidação dos hábitos leitores e o aumento das competências de literacia. Quem lê, lerá sempre mais e melhor, e ficará com outra preparação para a vida. É por isso que ler todos os dias é tão importante.

Para estimular a criação de uma rotina de leitura na família, nas creches, nos jardins de infância, nas escolas, na academia, no trabalho e no lazer, o Plano Nacional de Leitura (PNL2027) lançou o repto: Ler sempre. Em qualquer lugar.

Leitura em Família -"Leitura em Vai e Vem | Já Sei Ler"

O Programa Leitura em Família deseja incentivar o contacto com os livros e o envolvimento parental na descoberta do prazer de ler em crianças dos 0 aos 10 anos.

A evidência científica tem sublinhado o papel preponderante das famílias na educação, com incidência relevante em atividades facilitadoras da leitura emergente e na viabilização de momentos de leitura a par. Está provado que quanto mais cedo os livros e a leitura em voz alta entrarem na vidadas crianças, melhor.

Reconhecendo a proximidade que os educadores e professores têm com as famílias, o PNL2027, através dos Programas Leitura em Vai e Vem e Já Sei Ler, convida-os à leitura diária com as crianças, a diversificar as obras disponíveis, a selecionar textos infantis de qualidade, a escolher outras que lhes agradem e que as incentivem, entusiasmem e ajudem a realizar um percurso evolutivo de leituras.
Espaço dedicado à partilha e socialização da leitura de um mesmo livro, onde professores e alunos possam questionar-se, pôr em comum as suas reflexões sobre os textos e debater os seus gostos acerca dos livros lidos.

CLUBE DE LEITURA - "LER COM EMOÇÃO e ARTE"

Pretendemos promover a capacidade de concentração, estimular a criatividade e fomentar a leitura! Divulgámos livros de vários géneros literários e fomentámos junto dos alunos a noção de pesquisa e diversidade de recursos, no estudo de um assunto, de um conteúdo disciplinar. Procurámos ainda estimular a criatividade com a proposta de reconto escrito e ilustrado.

BIBLIOTECA DIGITAL - Uma sociedade cada vez mais digital e marcada pelos constrangimentos levantados recentemente devido à pandemia, acentuou a necessidade de tornar as bibliotecas cada vez mais híbridas.

Serviço de referência; Presença em Linha e Curadoria.

A Leitura constitui o ponto de partida para o desenvolvimento de diversas ações que envolvem as tecnologias de informação e comunicação e as expressões plástica, dramática, musical e escrita.

A estratégia definida pela RBE para o período entre 2021 e 2027 encontra-se definida pelo documento Bibliotecas Escolares: presentes para o futuro. Quadro estratégico: 2021-2027

"As bibliotecas serão cada vez mais serviços inovadores e inclusivos, nas escolas e fora delas, cuja gestão estratégica equilibrará a flexibilização de espaços físicos com a criação de ambientes virtuais de aprendizagem, a organização de coleções de documentos em formato físico com a curadoria de recursos digitais, um serviço de referência presencial com um apoio a distância, reconfigurando assim a conceção de biblioteca, transformando estas estruturas físicas em bibliotecas híbridas, também virtuais, centros de apoio à formação de alunos e ao exercício da atividade pedagógica dos professores. Sítios de colaboração e diálogo, de curiosidade e descoberta, de pensamento e reflexão, de projeto e iniciativa, as bibliotecas escolares ajudarão todos e cada um a desenvolver as suas capacidades e talentos, na compreensão e no respeito pela memória coletiva e pelos direitos humanos."

.

Orientada pela visão traçada para este período, a ação da Rede organiza-se em torno de um núcleo estruturante (Qualidade e melhoria contínua), identitário, e de quatro eixos estratégicos: Sítios | Saberes | Pessoas | Ligações
in Bibliotecas Escolares: presentes para o futuro. Quadro estratégico: 2021-2027 

Agrupamento de Escolas André de Gouveia de Évora

https://site.ag4evora.edu.pt/

https://anchor.fm/bibliotecasquatroevora

https://www.facebook.com/bibliotecas.quatroevora.5

https://www.instagram.com/bibliotecas4evora/?hl=pt

https://www.youtube.com/channel/UCyc3WQAKNonBAHC_9MAqX6g?view_as=subscriber

https://spark.adobe.com/page/IRxAMIgU6oUd0/

16 de julho de 2021

Instituto Politécnico de Portalegre

Maria Lucinda Lavouras Polícia

lucindapolicia.300@ag4evora.edu.pt