Atributos do Som Trabalho de: Mariana Marcelino, Marta Cruz, Tiago Grilo, Diogo Marques e Raquel Silva

Os diferentes atributos que podemos dar ao som são:

  • Altura
  • Intensidade
  • Timbre

São os atributos do som que nos permite destinguir diferentes sons.

A altura do som permite destinguir o som agudo ou alto de um som grave ou baixo.

A voz humana

A voz humana tem origem quando o ar vindo dos pulmões provoca a vibração das cordas vocais.

As mulheres produzem sons mais agudos ou altos que os homens. Isto deve-se ao facto de as cordas vocais das mulheres vibrarem com maior frequência e porque estas são mais finas e curtas que as dos homens.

Os intrumentos cordofones são idênticos às cordas vocais.

A altura da voz também pode ser influenciada pela tensão das cordas vocais:

  • Quanto mais tensas as cordas vocais estiverem, mais agudo ou alto a voz será
  • Quanto menos tensas as cordas vocais estiverem, mais grave e baixo será a voz

A altura de um som está relacionada com a frequência da fonte sonora:

  • Quanto maior for a frequência da fonte sonora, mais alto ou agudo será o som
  • Quanto menor for a frequência da fonte sonora, mais baixo ou grave será o som
A altura de um som é a característica do som que permite destinguir um som agudo ou alto de um som grave ou baixo.

A intensidade

A intensidade de um som e o nível de intensidade sonora permite distinguir um som fraco de um som forte.

A intensidade de um som está relacionada com a energia transferida pela onda sonora.

  • Quanto maior a intensidade do som, mais forte será o som
  • Quanto menor a intensidade do som, mais fraco será o som.

O nível de intensidade sonora é uma grandeza que permite quantificar a sensação auditiva que ondas de diferentes intensidades provocam nos ouvidos.

O nivel de intensidade sonora mede-se com um sonómetro e o seu valor é expresso em decibéis (dB)

Som puro, simples ou harmónico

Para afinar instrumentos musicais normalmente usa-se um diapasão.

Ao ser percutido, com um pequeno martelos duas extremidades de um diapasão vibram com uma frequência bem definida criando uma nota musical que pode ser usada para afinar um instrumento musical.

A vibração de um um diapasão dá origem a um som puro ou simples.

Som Complexo

Quando um pianista afina um piano cada corda é ajustada de forma a que vibre a uma determinada frequêcia, contudo o som produzido por cada corda é o resultado da sobreposição de várias frequências de vibração, dando origem a um som complexo.

Um som complexo é um som que está associado a uma onda sonora que é o resultado da sobreposição de várias frequencias de vibração.

No som complexo produzido pela vibração da corda do piano, a mais baixa das frequências de vibração é designada por frequência fundamental ou frequencia do 1º harmónico, correspondendo à frequência da nota musical.

As outras frequências de vibração mais altas são designadas por harmónicos.

Timbre

É o atributo que permite distinguir dois sons complexos com a mesma altura e intensidade, emitidos por fontes sonoras diferentes.

Podemos distinguir o som produzido por um piano de um som produzido por uma guitarra, pelo facto de terem timbres diferentes.

Da mesma forma a nossa voz possui um timbre característico, o que permite distingui-la da voz das outras pessoas.

Pode-se ver um som através , por exemplo, de um microfone, que transforma o som num sinal elétrico, o que torna possível a visualização de um som. Esse sinal elétrico pode ser visualizado, por exemplo, num computador com a ajuda de programas apropriados, ou num osciloscópio, que é um aparelho que permite visualizar como varia um sinal elétrico ao longo do tempo.

Trabalho realizado por: Raquel Silva, Tiago Grilo, Marta Cruz e Diogo Marques.

Made with Adobe Slate

Make your words and images move.

Get Slate

Report Abuse

If you feel that this video content violates the Adobe Terms of Use, you may report this content by filling out this quick form.

To report a Copyright Violation, please follow Section 17 in the Terms of Use.