Loading

Vigésimo Domingo do Tempo comum, Ano A — São Paulo, 24 de setembro de 2017

Prelúdio

Leitura [todos, em pé]

Ó Deus de toda justiça, nós nos detemos para orar, porque a oração é o fôlego de nossa alma. Nós viemos cantar, pois a celebração é a alegria da alma traduzida em canção. Nós viemos adorar, pois a adoração é o batimento cardíaco de nossa alma. Abençoe o que aqui fizermos e que o Senhor seja glorificado neste lugar e em nossas vidas. Em nome de Jesus, Amém!

Cântico “Ao Único” [TD, 124]

Ao único que é digno de receber

A honra e a glória, a força e o poder

Ao Rei eterno e imortal, invisível, mas real

A Ele ministramos o louvor

Coroamos a Ti, ó Rei Jesus

Coroamos a Ti, ó Rei Jesus

Adoramos o Teu nome

Nos rendemos aos Teus pés

Consagramos todo nosso ser a Ti

Consagramos todo nosso ser a Ti

Oração [dirigente]

Leitura do Salmo 8

D - Ó SENHOR, Senhor nosso, quão magnífico em toda a terra é o teu nome! Pois expuseste nos céus a tua majestade.

C - Da boca de pequeninos e crianças de peito suscitaste força, por causa dos teus adversários, para fazeres emudecer o inimigo e o vingador.

D - Quando contemplo os teus céus, obra dos teus dedos, e a lua e as estrelas que estabeleceste, que é o homem, que dele te lembres E o filho do homem, que o visites?

C - Fizeste-o, no entanto, por um pouco, menor do que Deus e de glória e de honra o coroaste. Deste-lhe domínio sobre as obras da tua mão e sob seus pés tudo lhe puseste: ovelhas e bois, todos, e também os animais do campo; as aves do céu, e os peixes do mar, e tudo o que percorre as sendas dos mares.

T - Ó SENHOR, Senhor nosso, quão magnífico em toda a terra é o teu nome!

Hino “Tuas Obras Te Coroam” [TD, 105]

Tuas obras te coroam

Como um halo de esplendor!

Astros, anjos, céus entoam

Hino eterno a ti Senhor!

Campos, matas, vales, montes,

Verde outeiro e verde mar,

Aves e sonoras fontes

Formam coro singular!

Nós, mortais, por ti remidos,

Deus de glória, Deus de amor,

Corações aos céus erguidos,

Celebramos teu louvor!

Revelaste amor profundo,

Insondável, sem igual,

Enviando Cristo ao mundo

A vencer por nós o mal!

Fonte és de alegria e vida,

És do bem o Inspirador;

Tua graça nos convida

A viver em mútuo amor

Quais alegres peregrinos,

Sempre em marcha triunfal,

Cantaremos gratos hinos

Na jornada até o final!

Oração de adoração

Interlúdio

Leitura Salmo 51,1-12

L1 - Compadece-te de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; e, segundo a multidão das tuas misericórdias, apaga as minhas transgressões. Lava-me completamente da minha iniquidade e purifica-me do meu pecado.

L2 - Pois eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim. Pequei contra ti, contra ti somente, e fiz o que é mau perante os teus olhos, de maneira que serás tido por justo no teu falar e puro no teu julgar.

L1 - Eu nasci na iniquidade, e em pecado me concebeu minha mãe.

C - Eis que te comprazes na verdade no íntimo e no recôndito me fazes conhecer a sabedoria. Purifica-me com hissopo, e ficarei limpo; lava-me, e ficarei mais alvo que a neve.

L2 - Faze-me ouvir júbilo e alegria, para que exultem os ossos que esmagaste. Esconde o rosto dos meus pecados e apaga todas as minhas iniquidades.

C - Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova dentro de mim um espírito inabalável. Não me repulses da tua presença, nem me retires o teu Santo Espírito. Restitui-me a alegria da tua salvação e sustenta-me com um espírito voluntário.

Momentos de Oração Silenciosa

Cântico “Água Viva” [TD, 289]

Cada estrada em que eu andei

Eu pensei daria certo

Toda a terra em que habitei

Terminou em um deserto

Quando Deus achou-me em trevas, disse: Haja luz!

Quando Deus achou-me em guerras, disse: Haja paz!

Quando Deus achou-me em negras nuvens de tribulação

Fez nascer um arco-íris do céu, no meu coração

Toda vez que eu tive sede, Ele deu-me de beber

Água viva, deu-me de beber

Água viva, deu-me de beber

Água viva, deu-me de beber

Oração Audível de Gratidão pelo Perdão

Interlúdio

Leitura Conjunta do Salmo 135,1-3

Aleluia!

Louvai o nome do Senhor;

louvai-o, servos do Senhor,

vós que assistis na Casa do Senhor,

nos átrios da casa do nosso Deus.

Louvai ao Senhor, porque o Senhor é bom;

cantai louvores ao seu nome, porque é agradável.

Cântico “Louvemos ao Senhor” [TD, 139-141]

Louvemos ao Senhor! Louvemos ao Senhor

Adoremos no seu santo monte,

Nosso amado Pai, seu nome é santo

Louvamos ao Senhor pois seu nome é santo.

Louvamos ao Senhor pois seu nome é santo.

Magnifiquemos ao Senhor,

Ao rei que é digno de louvor,

Excelso, supremo e mui digno de louvor,

Excelso, supremo e mui digno de louvor,

Hosana, hosana, hosana ao nosso Rei.

Hosana, hosana, hosana ao nosso Rei.

Cristo é a nossa vida o motivo de louvor,

Em nosso novo coração,

Pois morreu a nossa morte pra vivermos sua vida,

Nos trouxe grande salvação!

Hosana, hosana, hosana ao nosso Rei.

Hosana, hosana, hosana ao nosso Rei.

Oração de Louvor

Culto Infantil

Leitura de Hebreus 10,19-25

Tendo, pois, irmãos, intrepidez para entrar no Santo dos Santos, pelo sangue de Jesus, pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou pelo véu, isto é, pela sua carne, e tendo grande sacerdote sobre a casa de Deus, aproximemo-nos, com sincero coração, em plena certeza de fé, tendo o coração purificado de má consciência e lavado o corpo com água pura. Guardemos firme a confissão da esperança, sem vacilar, pois quem fez a promessa é fiel. Consideremo-nos também uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras. Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns; antes, façamos admoestações e tanto mais quanto vedes que o Dia se aproxima.

Mensagem — Rev. Ademir Aguiar

Oração Final

Bênção Apostólica

Amém

Poslúdio
Created By
Marcelo Smargiasse
Appreciate

Report Abuse

If you feel that this video content violates the Adobe Terms of Use, you may report this content by filling out this quick form.

To report a Copyright Violation, please follow Section 17 in the Terms of Use.