Uma Aventura com Deus FEVEREIRO / MARÇO de 2017

Uma vida em Missões

Olá querido amigo e parceiro dessa "Aventura" maravilhosa e desafiadora ao qual Deus nos propôs a realizar juntos. Quero desde já deixar meu agradecimento a você que está junto comigo nessa "aventura", se você está recebendo esse meu relatório é porque te considero muito importante em minha caminhada missionária, e realmente conto com seu apoio, suas orações, seus conselhos, sua disposição as vezes em apenas ler e "responder" este relatório.

O porque chamo de "Aventura"? Dentro de uma "Aventura"você está totalmente vulnerável a qualquer situação, você tem os seus planos, seu roteiro, seu mapa tudo certinho, mas está sujeito a qualquer hora a sofrer algumas mudanças, enfrentar desafios e não apenas coisas ruins podem acontecer, em uma "Aventura" tem as coisas boas, as surpresas surpreendentes ao qual você também não estava aguardando. Uma coisa mais interessante ainda da "Aventura" que me fascina é que o "Aventureiro" e seus amigos estão totalmente dispostos a viver tudo em plenitude, assim vivendo e vencendo intensamente os desafios do dia-a-dia.

O porque te chamo de "Amigo/Parceiro"? Porque realmente precisamos sempre caminhar juntos com alguém, na Bíblia encontramos diversos trechos que fala sobre amizade, companheirismo a importância de se andar bem acompanhado. Pr 13:20 , Pr 17:17, Ec 4:9-10. Gostaria que você os lesse. Vou ficar somente nessas referências dentre muitas outras que existem na "Palavra de Deus". Devemos caminhar juntos. Vemos grandes homens de Deus em suas histórias que andavam acompanhados de seus amigos, e não só lá, os heróis que vemos nas histórias em quadrinhos apesar dos seus super-poderes, também andam acompanhados, na realidade por mais "poderoso" que você seja sempre precisará dos seus amigos, sempre precisaremos uns dos outros. Caminhar em unidade é um princípio muito importante dentro do "Reino de Deus", não devemos andar sozinhos. E você tem sido meu amigo (a), para todas as horas, eu realmente conto com você.

IMPACTO DE CARNAVAL - 24 A 28 DE FEV

Eu e a equipe que faço parte em missões Gx Brasil, fomos para Matinhos litoral do Paraná. Fomos para lá juntos com outros jocumeiros e voluntários de outras igrejas para fazer "Evangelismo de Impacto" no período do carnaval. Ali foram 5 dias de trabalho muito intenso, pudemos encontrar com mais de 600 pessoas, e mais de 110 pessoas entregaram suas vidas para Jesus. Os números não são exatos, não foi possível levantar um número mais exato por ter muitas pessoas trabalhando e o espaço ser muito amplo.

Rotina do Impacto

Durante esses dias nós nos reunimos pelas manhãs, onde tínhamos os nossos devocionais, tempo de louvor, palavra, oração e testemunho. Durante as tardes dividiam em 2 equipes, uma se encaminhava para fazer evangelismo infantil no calçadão da praia e a outra equipe para o hospital municipal de Matinhos/PR. No período da noite fazíamos normalmente 2 baterias de evangelismo, usando a arte (teatro, música, dança, circo) como ferramente para chamar a atenção, tínhamos uma pregação abordando um testemunho de vida com o plano da salvação, logo em seguida fazíamos o apelo para as pessoas entregarem suas vidas para Jesus, onde orávamos por elas (cura, motivos pessoais, entre outros). Na madrugada também voltávamos para a rua com uma equipe reduzida, dividi em equipes menores com 3 ou 4 pessoas onde saímos a procura de pessoas, como uma caçada mesmo, procurávamos por pessoas com dificuldades (bêbadas) para socorrer, ou qualquer um dando bobeira para podermos fazer uma abordagem e apresentar o Reino para elas.

Impacto de Carnaval em Matinhos/PR
Curiosidade

Nesse impacto conheci uma estratégia de evangelismo um pouco tanto que inusitada, a então chamada "Consulta Espiritual". Não é nada de mais, mas chamava muita atenção das pessoas, muitos passavam com aquela cara de "o que seria isso" ?Tinha varias outras estrategias para fazer no tempo livre, mas eu fiquei nessa. Nós formávamos grupo de 3 pessoas, onde pegávamos 1 pessoa por vês para fazermos a tal "consulta". Perguntávamos se a pessoa já tinha feito alguma vez, falávamos que nada de mais iria acontecer que iriamos consultar o nosso Deus, e que Ele iria revelar coisas sobre o passado, presente ou futuro daquela pessoa. Por fim orávamos em silêncio, pedíamos em nossas orações para que o Espirito Santo nos revelasse coisas sobre aquela pessoa "Palavra de Conhecimento", e então Ele revelava, e falávamos para a pessoa. A pessoa ficava de cara, e no fim falávamos que o que fiemos era uma oração, ao nosso Deus, explicávamos quem Ele era e apresentávamos Jesus para ela. Foi maravilhoso, disso tem várias e várias histórias, se você quiser saber alguma delas, pode me perguntar.

SÉRIE ----> "PESSOAS" <----

Na primeira edição da "Série - Pessoas", gostaria de compartilhar uma história. A história é sobre a Driele, uma mulher de 26 anos que encontrei na porta do banco pedindo esmola. Driele é uma jovem do interior do Mato Grosso, que veio sozinha para Curitiba/PR atrás de tratamento. Driele uma menina normal até os 12 anos de idade, sofreu algum acidente ao qual não sei falar com detalhes sobre o ocorrido, deixando-a com deficiência nas mãos para manusear qualquer coisa, suas pernas parcialmente atrofiadas, quase sem equilíbrio. Desencorajada pelos médicos da sua cidade que dizem que a sua situação não tem mais retorno, foi dada como inapta a qualquer tipo de trabalho. Veio tentar alguns exames mais efetivo em Curitiba, já que no interior do Mato Grosso as condições de exames eram mais precárias. O que me chamou a atenção na Driele foi que ela é uma moça cheia de fé, bonita, que não se deixou abalar pela sua situação. Ela mesmo com dificuldade de andar, de se equilibrar, não possuía muletas, estava andando por ai, pela grande de cidade de Curitiba procurando ajuda. Ela está hospedada em uma igreja, que oferece apoio para parentes e pessoas que buscam tratamento em Curitiba e que não tem condições financeiras para bancar um hotel ou ago do tipo. Driele se encontrava sem dinheiro para comer algo além do que é oferecido na igreja, pegar um ônibus, coisa do tipo. Eu ao vela pedindo esmola na porta do banco, fui perguntar o motivo ao qual ela estava ali, o porque estava pedindo esmola, e como um cidadão comum logo lhe preparei algumas moedinhas que estavam em meu bolso. Após parar para ouvir os detalhes de sua história, eu guardei as moedinhas, percebendo que moedinhas não seria o suficiente para ajudar Driele diante da situação que se encontrava. Estava na companhia de um amigo "Leonardo Moura" e juntos sem conversar e nem olhar um para o outro, decidimos ajudar aquela moça. O Senhor tinha nos dado compaixão para com ela, não ajudamos ela apenas financeiramente, mas fomos além disso, compramos um muleta para ela, afinal uma mulher em sua condição andar por ai sem equilíbrio e sem muletas é muito perigoso. Driele logo caiu em prantos, agradeceu, e por fim demos uma palavra e oramos com ela. Tem muitos outros detalhes que não vou colocar aqui para não me prolongar muito.

O por que eu soube de tantos detalhes da historia de Driele? Porque simplesmente a Driele passou de uma anônima para mim para alguém com um nome, uma história. Em outras palavras, porque me importei com ela, não apenas dei uma escola e logo sai sem ao menos olhar em seus olhos, ou saber o que estava por de trás daquela mão estendida na porta do banco. Que possamos ter compaixão das pessoas, nos colocar no lugar delas, e poder realmente nos importar mais uns com os outros, vestir os sapatos do outro e olhar o mundo do jeito que o outro está olhando.

Atitude Prática: Escolha uma pessoa ao seu redor em que você possa realmente fazer a diferença nessa semana, seja da sua rede de relacionamento ou um estranho. Faça algo prático, depois de ser resposta na vida dessa pessoa ore com ela.

"Jesus ia passando por todas as cidades e povoados, ensinando nas sinagogas, pregando as boas-novas do reino e curando todas as enfermidades e doenças. Ao ver a multidão, teve compaixão delas, porque estavam aflitas e desamparadas, como ovelhas sem pastor. Então disse aos seus discípulos: "A colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos. Peçam, pois, ao Senhor da colheita que envie trabalhadores a sua colheita". (Matheus 9:35-38)
Fotos meramente ilustrativas

Muito Obrigado por me acompanhar em missões, isso é um pouco do que tem acontecido no lado de cá. Existem inúmeras coisas acontecendo, dá para escrever textos e mais textos. Minha esperança é que além de compartilhar as notícias é que Deus fale ao seu coração. Deus te abençoe grandemente. Amo sua vida em Cristo Jesus.

Leonardo Moretti de Paiva

Created By
Léo Pava
Appreciate

Report Abuse

If you feel that this video content violates the Adobe Terms of Use, you may report this content by filling out this quick form.

To report a Copyright Violation, please follow Section 17 in the Terms of Use.