Primeiro Domingo da Quaresma, Ano A — São Paulo, 05 de março de 2017

Prelúdio

Leitura

Pai bendito,

Neste início da quaresma,

Tempo de deserto,

Tempo de mudança,

Tempo de conversão,

Invocamos tua resistência,

Tua esperança,

Teu amor sem medida.

Hoje e sempre. Amém. [Inês de França Bento]

Hino “Oração” [TD, 204]

Mais pureza dá-me,

Mais horror ao mal,

Mais calma em pesares,

Mais alto ideal.

Mais fé, em meu Mestre,

Mais consagração,

Mais gôzo em servir-te,

Mais inspiração.

Mais prudência dá-me,

Mais paz, ó Senhor.

Mais firmeza, em Cristo,

Mais forças na dor.

Mais leal me torna,

Mais triste ao pecar,

Mais humilde filho,

Mais grato e exemplar.

Mais confiança dá-me,

Mais vida, em Jesus,

Mais do seu domínio,

Mais da sua luz;

Mais rica esperança,

Mais obras aqui,

Mais ânsias da Glória,

Mais ânsias de ti!

Oração [Silenciosa]

Coral — “Qual Suspira a Corça Inquieta”

Hino “Bem de Manhã” [TD, 171]

Bem de manhã, embora o céu sereno

Pareça um dia calmo anunciar,

Vigia e ora; o coração pequeno

Um temporal pode abrigar.

Bem de manhã, e sem cessar,

Vigiar e orar!

Ao meio-dia, e quando os sons da terra

Abafam mais de Deus a voz de amor,

Recorre a Cristo, o coração descerra,

E goza paz com o Senhor.

Do dia ao fim, após os teus lidares,

Relembra as bênçãos do celeste amor,

E conta a Deus prazeres e pesares,

Depondo em suas mãos a dor.

Saudação [Dirigente]

Oração [Dirigente]

Leitura de Gênesis 2,15-17.3,1-7 [L1]

15 Tomou, pois, o Senhor Deus ao homem e o colocou no jardim do Éden para o cultivar e o guardar. 16 E o Senhor Deus lhe deu esta ordem: De toda árvore do jardim comerás livremente, 17 mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás.

[...]

1 Mas a serpente, mais sagaz que todos os animais selváticos que o Senhor Deus tinha feito, disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda árvore do jardim? 2 Respondeu-lhe a mulher: Do fruto das árvores do jardim podemos comer, 3 mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Dele não comereis, nem tocareis nele, para que não morrais. 4 Então, a serpente disse à mulher: É certo que não morrereis. 5 Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se vos abrirão os olhos e, como Deus, sereis conhecedores do bem e do mal. 6 Vendo a mulher que a árvore era boa para se comer, agradável aos olhos e árvore desejável para dar entendimento, tomou-lhe do fruto e comeu e deu também ao marido, e ele comeu. 7 Abriram-se, então, os olhos de ambos; e, percebendo que estavam nus, coseram folhas de figueira e fizeram cintas para si.

Interlúdio

Oração [Silenciosa]

Leitura de Romanos 5,12-19 [L2]

12 Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram. 13 Porque até ao regime da lei havia pecado no mundo, mas o pecado não é levado em conta quando não há lei. 14 Entretanto, reinou a morte desde Adão até Moisés, mesmo sobre aqueles que não pecaram à semelhança da transgressão de Adão, o qual prefigurava aquele que havia de vir.

15 Todavia, não é assim o dom gratuito como a ofensa; porque, se, pela ofensa de um só, morreram muitos, muito mais a graça de Deus e o dom pela graça de um só homem, Jesus Cristo, foram abundantes sobre muitos. 16 O dom, entretanto, não é como no caso em que somente um pecou; porque o julgamento derivou de uma só ofensa, para a condenação; mas a graça transcorre de muitas ofensas, para a justificação. 17 Se, pela ofensa de um e por meio de um só, reinou a morte, muito mais os que recebem a abundância da graça e o dom da justiça reinarão em vida por meio de um só, a saber, Jesus Cristo. 18 Pois assim como, por uma só ofensa, veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também, por um só ato de justiça, veio a graça sobre todos os homens para a justificação que dá vida. 19 Porque, como, pela desobediência de um só homem, muitos se tornaram pecadores, assim também, por meio da obediência de um só, muitos se tornarão justos.

Oração [Silenciosa]

Coral — “Salmo 23”

Leitura

L3: Alegrai-vos no Senhor e regozijai-vos, ó justos;

exultai, vós todos que sois retos de coração.

D: Bem-aventurado aquele cuja iniquidade é perdoada,

cujo pecado é coberto.

Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não atribui iniquidade

e em cujo espírito não há dolo.

T: Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos

pelos meus constantes gemidos todo o dia.

Porque a tua mão pesava dia e noite sobre mim,

e o meu vigor se tornou em sequidão de estio.

H: Confessei-te o meu pecado

e a minha iniquidade não mais ocultei.

M: Disse: confessarei ao Senhor as minhas transgressões;

e tu perdoaste a iniquidade do meu pecado.

D: Sendo assim, todo homem piedoso te fará súplicas

em tempo de poder encontrar-te.

Com efeito, quando transbordarem muitas águas,

não o atingirão.

T: Tu és o meu esconderijo;

tu me preservas da tribulação

e me cercas de alegres cantos de livramento.

D: Instruir-te-ei e te ensinarei o caminho que deves seguir;

e, sob as minhas vistas, te darei conselho.

Não sejais como o cavalo ou a mula, sem entendimento,

os quais com freios e cabrestos são dominados;

de outra sorte não te obedecem.

Muito sofrimento terá de curtir o ímpio,

mas o que confia no Senhor, a misericórdia o assistirá.

T: Alegrai-vos no Senhor e regozijai-vos, ó justos;

exultai, vós todos que sois retos de coração. [Salmo 32]

Cântico “Enquanto eu Calei” [TD, 163]

Enquanto eu calei o meu pecado,

Envelheci, eu sei, de tão cansado.

Porque a tua mão pesava sobre mim,

E o meu vigor chegou ao fim.

O meu pecado, então, eu não mais ocultei

Do meu Senhor e Rei.

Assim eu confessei o meu pecado.

E pelo sangue de Jesus eu fui lavado.

Oração [Silenciosa]

Interlúdio

Cântico “Ele é exaltado” [TD, 128]

Ele é exaltado,

o Rei é exaltado nos céus,

Eu o louvarei.

Ele é exaltado,

pra sempre exaltado,

Seu nome louvarei.

Ele é o Senhor, sua verdade vai sempre reinar.

Terra e céus glorifiquem seu santo nome.

Ele é exaltado, o Rei é exaltado nos céus.

Ele é exaltado, o Rei é exaltado nos céus.

Oração [Louvor]

Culto Infantil

Leitura de Mateus 4,1-11

1 A seguir, foi Jesus levado pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo. 2 E, depois de jejuar quarenta dias e quarenta noites, teve fome. 3 Então, o tentador, aproximando-se, lhe disse: Se és Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães. 4 Jesus, porém, respondeu: Está escrito:

Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus.

5 Então, o diabo o levou à Cidade Santa, colocou-o sobre o pináculo do templo 6 e lhe disse: Se és Filho de Deus, atira-te abaixo, porque está escrito:

Aos seus anjos ordenará a teu respeito que te guardem;

e:

Eles te susterão nas suas mãos, para não tropeçares nalguma pedra.

7 Respondeu-lhe Jesus: Também está escrito:

Não tentarás o Senhor, teu Deus.

8 Levou-o ainda o diabo a um monte muito alto, mostrou-lhe todos os reinos do mundo e a glória deles 9 e lhe disse: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares. 10 Então, Jesus lhe ordenou: Retira-te, Satanás, porque está escrito:

Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele darás culto.

11 Com isto, o deixou o diabo, e eis que vieram anjos e o serviram.

Mensagem — Rev. Marcelo Smargiasse

Oração

Bênção

Tríplice Amém

Poslúdio
Created By
Marcelo Smargiasse
Appreciate

Made with Adobe Slate

Make your words and images move.

Get Slate

Report Abuse

If you feel that this video content violates the Adobe Terms of Use, you may report this content by filling out this quick form.

To report a Copyright Violation, please follow Section 17 in the Terms of Use.