Loading

Programa de Mentoria 2º e 3º ciclos Agrupamento de Escolas do Crato - 2020/2021

Todas as escolas devem criar um programa de mentoria que estimule o relacionamento interpessoal e a cooperação entre alunos. Este programa identifica os alunos que, em cada escola, se disponibilizam para apoiar os seus pares acompanhando-os, designadamente, no desenvolvimento das aprendizagens, esclarecimento de dúvidas, na integração escolar, na preparação para os momentos de avaliação e em outras atividades conducentes à melhoria dos resultados escolares."

Ponto 9. Orientações para a Organização do ano letivo 20-21, DGEstE

É fundamental que a relação entre mentor e mentorando seja de confiança e respeito.

Objetivos gerais: desenvolvimento das aprendizagens, esclarecimento de dúvidas, integração escolar, preparação para os momentos de avaliação e outras atividades conducentes à melhoria dos resultados escolares.

Mentor

Pretende-se que guie e aconselhe, num ambiente de interajuda e através da realização de encontros regulares

Forma de participação:

- por indicação docente/SPO – deverá ter o acordo do aluno e a autorização do EE

- por candidatura do aluno – deverá ter a autorização do EE

Seleção de mentores:

Será feita tendo em conta as necessidades identificadas, conjugando-as com as possíveis respostas plasmadas nas capacidades que os mentores reconhecem ter e/ou querem desenvolver para apoiar um colega.

Perfil do mentor

a) capacidades de relacionamento, de comunicação e de execução de tarefas escolares;

b) responsabilidade;

c) liderança;

d) interesse e empenho;

e) atitudes exemplares ou ausência de medidas disciplinares aplicadas;

f) assiduidade;

g) pontualidade.

O critério principal – o perfil do mentor deve adequar-se às necessidades do mentorando (pedagógico), tendo em conta a compatibilidade de personalidades.

Perfil do mentorando

a) alunos com três ou mais níveis inferiores a três/insucesso escolar às disciplinas de Português e de Matemática, cumulativamente;

b) alunos com dificuldades de aprendizagem decorrentes de mudanças de contexto familiar, de âmbito escolar ou de natureza geográfica e/ou cultural;

c) alunos que tiveram mais dificuldades de contacto e de acompanhamento das atividades promovidas pelo Agrupamento no ano letivo 2019/20, nomeadamente na modalidade de ensino a distância.

d) alunos sinalizados pelos docentes/SPO/GAAF/EMAEI

É fundamental ter em conta a disponibilidade de horários de um e de outro de forma assegurar-se a regularidade e continuidade das sessões.

Ser mentor...

- Qual o seu papel?

- Como fazer, durante as sessões? Como atuar?

- Que fazer?

- Que atividades podem ser desenvolvidas?

Para poder prestar alguns esclarecimentos aos mentores, bem como dar-lhes alguns conselhos e informações, irá desenvolver-se uma curta formação que contribuirá também para uniformizar as formas de atuação no programa de mentoria.

Formação

Uma vez que os mentores são alunos, esta formação deve ser clara e concisa, no início do programa e realizar-se em 3 sessões de 50 minutos (1 por “tema”):

1- Qual é o papel de um mentor?

2- Que procedimentos seguir durante as sessões?

3- Que atividades dinamizar durante as sessões?

Formador(es): mobilizado(s) de entre os docentes e técnicos da equipa de mentoria ou da escola.

Criação dos pares (mentor/mentorando)

Os universos devem ser restritos, obedecendo aos grupos turma, em primeiro lugar e, a seguir, aos grupos criados em contexto de pandemia (grupo III – 5º,6º e 8ºA; grupo IV – 7º, 8ºB e 9º).

Kit de Mentoria

Dossier de registo com

dados sobre o mentorando (nome; ano; turma; áreas de mentoria…)

Objetivos da mentoria (claros, simples, fáceis de atingir), resultado de um trabalho conjunto e articulado entre mentor, mentorando e o docente.

Calendário das sessões

“Sumários” das sessões (atividades realizadas, sua avaliação e trabalho a desenvolver)

Outros (materiais relevantes; registo de dificuldades e conquistas…)

Avaliação

Informal:

Os alunos mentores serão acompanhados, a par e passo, pela equipa de mentoria que os ajuda a:

- planificar as sessões iniciais para assegurar que o aluno mentor se sente preparado;

- avaliar o trabalho realizado, introduzindo ajustes nas propostas de trabalho sugeridas pelo aluno mentor, se necessário.

Formal:

1 sessão mensal de acompanhamento para criar a oportunidade de os alunos mentores:

- apresentarem conquistas ou dificuldades;problemas/sucessos- partilharem experiências

- refletirem, em conjunto de forma a encontrar estratégias que poderão ajudar a melhorar desempenhos.

Valorização

A ação do mentor será reconhecida, através

- do impacto na avaliação da disciplina de Cidadania e Desenvolvimento

- do registo da ação de mentor no processo individual do aluno

-da atribuição de um Certificado, entregue em cerimónia pública

Forma de implementação:

1 – presencial

2- mista

3- à distância

Sugere-se a criação de um espaço “Mentorias” na plataforma Teams de forma a facilitar:

- a aplicação, concretização do programa

- a monitorização do processo

- a adaptação ao contexto educativo e de promoção da saúde

Operacionalização do programa

1ª semana:

Divulgação/esclarecimento a alunos :Sessões por turma, na aula de Cidadania e Desenvolvimento, orientadas por dois elementos da equipa de mentoria, com recurso a uma apresentação explicativa e motivadora.

1ª e 2ª semanas:

Processo de candidaturas a mentores e de sinalização de mentorandos

3ª semana:

Organização dos pares (Mentor/mentorando)Sessão para Encarregados de Educação envolvidos (de mentores e mentorandos), na plataforma Teams, orientadas pela equipa de mentoria, com o objetivo de explicar e esclarecer o Programa.

4ª semana:

Sessões de formação para mentores, orientadas por elementos da equipa de mentoria e/ou outros

Divulgação

Após a sua aprovação, o programa de mentoria será disponibilizado à comunidade educativa, digitalmente, na página da escola, no blogue da Biblioteca Escolar, no blogue de Cidadania e Desenvolvimento e em suporte de papel na escola.

Notas relevantes:

A coordenação e o acompanhamento do programa de mentoria é efetuado pelo coordenador dos diretores de turma.

Compete ao diretor submeter à aprovação do Conselho Geral o programa de mentoria.

Created By
Clotilde Soares
Appreciate

Credits:

Criado com imagens de hpoliveira - "Um boneco segurando outro " • hpoliveira - "Um boneco segurando outro " • hpoliveira - "Um boneco segurando outro " • hpoliveira - "Um boneco segurando outro " • hpoliveira - "Um boneco segurando outro " • hpoliveira - "Um boneco segurando outro " • iMattSmart - "Colouring pencils, close up macro shot. Bright blue." • Dakota Corbin - "Fun street art in downtown Provo, UT." • Savannah Wakefield - "untitled image" • Jungwoo Hong - "Upwards arrows" • Suad Kamardeen - "untitled image" • sodawhiskey - "A businessman is using a computer laptop with a white blank screen at the meeting table." • Brett Jordan - "scrabble, scrabble pieces, lettering, letters, white background, wood, scrabble tiles, wood, words, pause, breathe, ponder, choose, do, panic, don't panic, decide, stop, indecision, stuck, overwhelmed, despair, " • hpoliveira - "Um boneco segurando outro "