As novas fronteiras da Europa 25 anos após a queda do muro de berlim, O CONTINENTE EUROPEU se cerca PARA CONTER FLUXOS MIGRATÓRIOS da áfrica e oriente médio

Em 13 de dezembro de 2016, foi concluída a construção do muro erguido na cidade francesa de Calais para bloquear a entrada de imigrantes no Reino Unido - que financiou a barreira.
A muralha de Calais é a mais recente, mas está longe de ser a única cerca anti-imigrantes erguida no continente europeu no último ano. Ao longo dos últimos meses, os planos dos imigrantes de chegar à Europa continental encontram cada vez mais arame e concreto nas fronteiras.
A partir do alto, cercas erguidas nas fronteiras da Macedônia com a Grécia, da Bulgária com a Turquia, da Hungria com a Sérvia e da Áustria com a Eslovenia
Desde a queda do muro de Berlim, países europeus construíram 1.200 km de cercas anti-imigrantes ao custo de pelo menos 500 milhões de euros.
As barreiras põem em xeque um dos principais pilares da União Europeia: o princípio da livre movimentação entre os países membros. Além disso, o intenso fluxo migratório já ameaça reerguer muralhas que caíram com a chamada Cortina de Ferro, na fronteira da Áustria com a Hungria - hoje, países membros da UE.
Cerca de 12 km erguida pela Grécia ao longo da fronteira com a Turquia, em 2012, reduziu o fluxo de imigrantes de 3.000 para 300 por dia
"Todos os nossos valores estão em xeque. E construir cercas não é solução." (Dimitris Avramopoulos, comissário europeu de Assuntos Domésticos e Migratórios)
O grego Dimitris Avramopoulos tem a árdua tarefa de mediar os conflitos migratórios na UE

O redesenho do continente europeu em tempos de paz - uma grande reportagem eder content ao longo das novas linhas divisórias entre países da Europa.

NOVAS FRONTEIRAS
  • Reportagem multimídia em formato longo
  • Publicação seriada em capítulos sobre as cinco fronteiras anti-imigrantes
  • Infografia interativa com animação e imagens exclusivas
  • Vídeos imersivos
  • Entrega do conteúdo editado para publicação em 20/fevereiro/17

Made with Adobe Slate

Make your words and images move.

Get Slate

Report Abuse

If you feel that this video content violates the Adobe Terms of Use, you may report this content by filling out this quick form.

To report a Copyright Violation, please follow Section 17 in the Terms of Use.