Loading

Vandana shiva ecofeminismo

acadêmica, autora, ativista ambiental e defensora da soberania alimentar
fundou Navdanya, um movimento pela biodiversidade, conservação e direitos dos agricultores

Vandana Shiva nasceu em Dehradun, Índia. Seu pai era um conservador de florestas e sua mãe uma agricultora com amor pela natureza. Ela é física, ecologista, escritora, filósofa da ciência, defensora de políticas científicas e ativista ambiental.

Vandana Shiva tem escrito e falado extensivamente sobre os avanços nos campos da agricultura e da alimentação. Os direitos de propriedade intelectual, biodiversidade, biotecnologia, bioética e engenharia genética estão entre as áreas em que Shiva tem lutado por meio de campanhas ativistas. Ela tem ajudado organizações raiz dos movimentos Verde na África, Ásia, América Latina, Irlanda, Suíça e Áustria com campanhas contra os avanços no desenvolvimento agrícola por meio da engenharia genética.

Em 1982, ela fundou a Fundação de Pesquisa para Ciência, Tecnologia e Ecologia. Isso levou à criação do Navdanya em 1991, um movimento nacional para proteger a diversidade e integridade dos recursos vivos, especialmente as sementes nativas, a promoção da agricultura orgânica e do comércio justo. Em 2004, Shiva fundou o Bija Vidyapeeth, uma faculdade internacional para uma vida sustentável em Doon Valley, em colaboração com a faculdade ‘Schumacher College’, no Reino Unido.

Shiva também tem atuado como consultora para o governo da Índia e governos no exterior, bem como para organizações não governamentais, incluindo o Fórum Internacional sobre Globalização, a Organização de Meio Ambiente e Desenvolvimento da Mulher e a Rede do Terceiro Mundo.
vandana shiva tem passado grande parte da sua vida na defesa e celebração da biodiversidade e do conhecimento indígena. ela tem trabalhado para promover a biodiversidade na agricultura para aumentar a produtividade, nutrição, rendimento dos agricultores. Por causa deste trabalho foi reconhecida como 'heroína ambiental' pela revista Time em 2003.
Ela desempenha um papel importante no movimento ecofeminista global. De acordo com seu artigo de 2004 Mulheres ‘Empoderadas’ (Empowering Women), Shiva sugere que uma abordagem mais sustentável e produtiva para a agricultura pode ser alcançada através do restabelecimento do sistema de agricultura na Índia, sendo mais centrado no engajamento das mulheres.

O histórico de Shiva tem sido a de uma ativista, defensora e intelectual totalmente comprometida, muito produtiva e eficaz. Como ativista, ela coordenou, apoiou e aprendeu com movimentos raiz em uma ampla gama de questões em toda a Índia. Como defensora, especialmente em fóruns internacionais, ela provou ser uma das mais articuladas porta-vozes do contra-desenvolvimento em favor de processos participativos e centrados nas pessoas. Como intelectual, ela produziu uma série de livros e artigos importantes, que contribuíram muito para formar e abordar a agenda do debate e ação para o desenvolvimento.

Sua fundação é uma rede informal de pesquisadores, atuando em favor das lutas ambientais das pessoas, que tem como objetivo a articulação e justificativa do conhecimento das pessoas. A fundação realizou um trabalho importante em várias áreas, incluindo: agricultura e recursos genéticos, biodiversidade, campanhas do Banco Mundial e da OMC, em ecologia e gênero.

Em 1993, ela recebeu o prêmio ‘Right Livelihood’, comumente conhecido como o “Prêmio Nobel Alternativo”. Outros prêmios incluem a Ordem da Arca de Ouro, Prêmio Global 500 da ONU, Prêmio Internacional do Dia da Terra, o Prêmio Lennon Ono pela Paz, e o Prêmio da Paz de Sydney 2010.

Shiva também atua nos conselhos de muitas organizações, incluindo o Conselho Mundial do Futuro, o Fórum Internacional sobre Globalização e ‘Comida Lenta Internacional’ (Slow Food International).

Ler Mais

Credits:

1. sandeepachetan.com travel photography; INDIA; June 9, 2013; (CC BY-NC-ND 2.0). 2. UN Geneva; Advisory Group on Environmental Emergencies Forum; May 15, 2013; (CC BY-NC-ND 2.0). 3. Biodiversity International; Rice-planting season in Gourdoho, India; October 14, 2015; (CC BY-NC-ND 2.0). 4. ICRISAT; Winnowing sorghum grain; July 12, 2011; (CC BY-NC 2.0). 5. ICRISAT; Sorghum sustains the rural poor; September 20, 2010; (CC BY-NC 2.0). 6. UN Geneva; World Food Day; October 11, 2012; (CC BY-NC-ND 2.0). 7. CIDSE - together for global justice; Women in agriculture, India; April 11, 2005; (CC BY 2.0).