Antoine Henri Becquerel

Objetivo do trabalho: Elaborar uma biografia sobre Antoine Henri Becquerel, o cientista que fez parte da equipa de estudiosos que descobriram radioatividade, contribuindo com a descoberta de que o urânio emitia radiação.

Urânio (U)

Antoine Henri Becquerel nasceu em Paris no dia 15 de dezembro de 1852. Foi a terceira geração de cientistas que desenvolveram estudos sobre a radioatividade. Era filho de Aurélie Quénard e de Alexandre Edmond Becquerel. O seu avô era Antoine César Becquerel. Casou com Lucie Jamin e teve um filho: Jean Becquerel, que deu origem à quarta geração de cientistas da família Becquerel.

Antoine Henri Becquerel

O seu avô, Antoine César Becquerel, é considerado o pai da eletroquímica devido à descoberta da célula fotovoltaica ou solar. O seu pai, Alexandre Edmond Becquerel deu continuidade ao trabalho de Antoine César Becquerel descobrindo o fenómeno fotovoltaico. O seu filho Jean Becquerel teve como principal pesquisa a polarização rotatória paramagnética.

Antoine César Becquerel
Alexandre Edmond Becquerel
Jean Becquerel

Em 1872 entrou na École Polytechnique saindo em 1874 para o corpo governamental da École Nationale des Ponts et Chaussées onde se tornou engenheiro em 1877 é engenheiro chefe em 1894. Em 1888 adquiriu o grau de doutor. Em 1878 foi nomeado assistente no Museu de História Natural ficando com a cadeira de Física Aplicada. Em 1892 foi nomeado professor de Física Aplicada no Departamento de História Natural no Museu de Paris. Em 1895 tornou-se professor na École Polytechnique. Estudou os campos da Física e da Química.

Brasão da École Polytechnique com o lema "Pela pátria, ciências e glória"

Os primeiros trabalhos desenvolvidos por Antoine Henri Becquerel estavam associados ao plano de polarização da luz, ao fenómeno de foforescência e à absorção da luz por cristais, tema da sua tese do doutoramento. Trabalhou também o tema do magnetismo terrestre.

Filtros de polarização da luz

Em 1895, Henri Becquerel descobriu acidentalmente uma nova propriedade da matéria: a radioatividade. Ao colocar numa placa fotográfica colocada no escuro, verificou que a placa enegrecia. Os sais de urânio emitiam radiação capaz de atravessar papéis negros e outras substâncias opacas à luz.

Urânio (U)

Radioatividade- fenómeno natural ou artificial pelo qual algumas substâncias ou elementos químicos têm a capacidade de emitir radiações. Estas radiações têm a capacidade de impressionar máquinas fotográficas, ionizar gases, produzir fluorescência ou atravessar corpos opacos à luz.

Sinal de radioatividade

Antoine Henri Becquerel teve a ajuda no estudo da radioatividade do casal Curie: Marie Curie e Pierre Curie. Maria Curie foi mesmo orientadora de Antoine Henri Becquerel.

Pierre e Marie Curie

Devido ao seu trabalho, Antoine Henri Becquerel venceu a Medalha Rumford em 1900, o Prémio Nobel da Física em 1903 e a medalha Helmholtz em 1906.

Selo comemorativo do Prémio Nobel da Física de 1903

Antoine Henri Becquerel publicou os seus trabalhos em diversos artigos, principalmente no Anaís de Física e Química e para a Academia as Ciências de França. Foi eleito membro deste último organismo em 1889 e sucedeu a Berthelot como secretário. Foi também membro da Academia dei Lincei e da Royal Academy of Berlim.

Academia das Ciências de França

Morreu prematuramente e de forma inesperada com 55 anos a 25 de agosto de 1908 em Le Croisic.

Antoine Henri Becquerel

Na atualidade a radioatividade é usada no tratamento do cancro e em exames radiológicos como o Raio-X.

Raio-X

Em sua homenagem, a unidade radioatividade no SI, é o becquerel (bq) definido como a quantidade de material no qual um núcleo decai por segundo, equivalente a s-1.

Exemplo da radioatividade

Mas a radiação pode ser negativa. A radiação pode provocar dois tipos de dano ao corpo: destruição das células com o calor ou ionização e fragmentação das células. O calor emitido pela radiação é tão forte que pode queimar mais que uma exposição prolongada ao sol, ou seja um contacto com partículas radioativas pode deixar a pele de um indivíduo totalmente danificada. No outro caso, a ionização e fragmentação celular implicam em problemas de mutação genética durante a gestação de fetos que nascem prematuramente ou quando no período dos 9 meses nascem com uma mã formação. Quimicamente explicando, as partículas radioativas têm energia cinética, movimentando-se rapidamente. Quando atingem as células do corpo, elas provocam a ionização celular. Os iões podem remover eletrões (tornando-se catiões) e a ionização enfraquece as células que ficam modificadas, sofrendo alterações genéticas. Pode também, ao afetar o ADN, causar doenças graves como o cancro.

Efeitos da radiação

Radioatividade na medicina: as radiações podem ser usadas em pesquisa, diagnóstico e tratamento na medicina. Porém todos eles estão sujeitos a regulações governamentais. Um do usos mais comuns da radiação é o Raio-X. Outro exame é a TAC.

Raio-X

Factos sobre a radioatividade na medicina: até 1930, nos E.U.A, não tinham sido tomadas medidas para proibir o uso de produtos com substâncias radioativas, prejuidiciais à saúde. Até 1940, uma empresa americana comercializava medicamentos (pomadas, comprimidos e supositórios) contendo elementos radioativos. Na Rússia, 50% da população está sujeita a Raios-X. Nos E.U.A os Raios-X constituem a principal fonte de exposição à radiação humana.

Raio-X

Nos aeroportos a radiação é usada para ver o que está dentro das malas.

Radiação nos aeroportos

Conclusão- ainda hoje a radioatividade é muito falada. Com a descoberta de armas nucleares e radioativas é importante ter uma unidade que caracterize e que permita distingui-los. Porém, mais importante é o tratamento do cancro que permite com que muitas pessoas possam sobreviver e exames como Raio-X e TAC que permitem uma maior distinção das lesões que todos temos.

TAC

Webgrafia- http://pt.slideshare.net/mobile/guesta702b17c/antoine-henri-becquerel; https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Antoine_Henri_Becquerel; https://www.infopedia.pt/$antoine-henri-becquerel; http://www.explicatorium.com/biografias/antoine-henri-becquerel.html; http://m.mundoeducacao.bol.uol.com.br/quimica/antoine-henri-becquerel.htm; http://wikiciencias.casadasciencias.org/wiki/index.php/Antoine_Becquerel; http://www.grupoescolar.com/pesquisa/antoine-henri-becquerel--1852--1908.html; https://educacao.uol.com.br/biografias/klick/0,5387,141-biografia-9,00.jhtm; http://www.dec.ufcg.edu.br/biografias/AntoinHB.html; https://edukavita.blogspot.pt/2015/11/biografia-de-henri-becquerel-cientistas.html; http://hid0141.blogspot.pt/2011/06/antoine-henri-becquerel-1852-1908.html; https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Becquerel; http://m.mundoeducacao.bol.uol.com.br/quimica/efeitos-radiacao-no-corpo-humano.htm; https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Radiação_ionizante; http://pt.slideshare.net/mobile/guestd9d5ba/radiaes; https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Radioatividade

Trabalho realizado por Diogo Ribeiro, 9º C

Made with Adobe Slate

Make your words and images move.

Get Slate

Report Abuse

If you feel that this video content violates the Adobe Terms of Use, you may report this content by filling out this quick form.

To report a Copyright Violation, please follow Section 17 in the Terms of Use.