Carnaval Friburguense VILAGE NO SAMBA 2017

Domingo, 26 de fevereiro de 2017.

Em Nova Friburgo, o segundo melhor desfile de carnaval do Estado do Rio de Janeiro começa. Eu fui para fotografar a Comissão de Frente da Vilage no Samba, escola do meu coração, mas que também foi a única a responder a uma solicitação para fotos de ensaios para um trabalho fotográfico autoral sobre o carnaval friburguense.

Com a coreografia de Monara Costa, que rapidamente aceitou meu pedido para fotografar os ensaios, dava para ver o quanto as meninas trabalharam para firmar os passos da dança. Sem maquiagens, sem audiência, mas com o coração batendo no compasso do samba-enredo da escola.

Fotos do ensaio da Comissão de Frente da Vilage.

Monara Costa, trazendo a Comissão de Frente para a avenida, atravessando a concentração da bateria da escola.

Ainda bem antes da Vilage entrar na avenida, a emoção já começa a ficar clara. 

Agora com os figurinos do desfile, as dançarinas se assemelham, mas cada uma terá sua função durante a coreografia.

Carro de apoio da Comissão de Frente

Antes de se juntar definitivamente ao resto da escola, o grupo ouve o diretor Daniel Lage, para o grito de guerra e buscando forças para o desfile.

Com o esquenta da bateria, alguns integrantes já começam a se posicionar nas alas e o Mestre-Sala e a Porta-Bandeira (Betão e Alexandra) tomam seus lugares seguindo a Comissão de Frente.

Diretores de harmonia da escola também entregam a letra do samba aos foliões nas ruas. Uma tradição do carnaval friburguense.

A bateria já agita e a pulsação dos integrantes começa a ter um ritmo único, conjunto. A madrinha de bateria, Helen Santos, sempre sorrindo, apresenta os ritmistas e o momento de entrar na avenida fica cada vez mais próximo.

Já na Comissão de Frente, antes da concentração final, pausa para fotos dos integrantes e abraços a diretores e presidente Bruno de Castro Lannes.

Monara e os responsáveis pela maquiagem dos integrantes da Comissão de Frente, Kico Moraes e Clébio Gravino.

Criadores e criaturas!

Já apita o sinal de um minuto para a Vilage no Samba entrar na avenida. Últimos momentos de emoção, força e concentração.

VAI COMEÇAR A FESTA! aBRAM ALAS PARA A

VILAGE NO SAMBA

O carro Abre-Alas da Vilage no Samba, trazendo a águia, símbolo da escola.

Pela ordem do desfile, após a Comissão de Frente, vem o Primeiro Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira, Betão e Alexandra.

Nas alas e nos carros alegóricos, os foliões e destaques apresentam, em seus olhares, a beleza das multicoloridas fantasias que representam o enredo.

Levando o samba A fascinante viagem da águia pelos mistérios que o homem não decifrou, o intérprete Niu de Souza, dá voz ao talento dos compositores Jeferson Lima, João Coreia, Adonai Valeriano e Vitor Alves. Na bateria Sinfônica da Vila, o comando é do mestre Rodrigo Vidal.

No passar das alas, cada vez mais cores e sorrisos iluminam a avenida Alberto Braune.

No fim do desfile, as crianças pulam os alambrados e tomam o espaço das brincadeiras. E o Bloco da Limpeza segue dando um exemplo de cidadania e bom humor.

Created By
Pedro Bessa
Appreciate

Credits:

© Pedro Bessa 2017

Made with Adobe Slate

Make your words and images move.

Get Slate

Report Abuse

If you feel that this video content violates the Adobe Terms of Use, you may report this content by filling out this quick form.

To report a Copyright Violation, please follow Section 17 in the Terms of Use.