C o r d e l Cultura Popular

Na época dos povos conquistadores greco-romanos, fenícios, cartagineses, saxões, etc, a literatura de cordel já existia, tendo chegado à Península Ibérica (Portugal e Espanha) por volta do século XVI. Na Península a literatura de cordel recebeu os nomes de "pliegos sueltos" (Espanha) e "folhas soltas" ou "volantes" (Portugal). Florescente, principalmente, na área que se estende da Bahia ao Maranhão esta maravilhosa manifestação da inteligência brasileira merecerá no futuro, um estudo mais profundo e criterioso de suas peculiaridades particulares.

Esta literatura popular é geralmente rimada, criada por pessoas de pouca instrução de forma oral e posteriormente impressa em folhetos. Sua criação está atrelada ao século XVI, quando se popularizou a impressão de relatos orais na época do Renascimento.

Seu nome teve origem na maneira como os folhetos eram dispostos para venda, em Portugal, ou seja, dependurados em cordas, cordéis ou barbantes. No nordeste brasileiro seu nome foi herdado, porém não seguiu obrigatoriamente a disposição em barbantes.

Em alguns casos, os poemas são ilustrados com xilogravuras, usualmente utilizadas nas capas. Suas estrofes são geralmente de dez, oito ou seis versos. Os cordelistas, como são chamados seus autores, narram esses versos de maneira cadenciada e melodiosa, trilhados por viola. Outras vezes são declamações empolgadas e animadas para atrair compradores.

Xilogravura significa gravura em madeira. É uma antiga técnica, de origem chinesa, em que o artesão utiliza um pedaço de madeira para entalhar um desenho, deixando em relevo a parte que pretende fazer a reprodução. Em seguida, utiliza tinta para pintar a parte em relevo do desenho.
Xilogravura de Cordel

Em 1988 foi fundada no Brasil a Academia Brasileira de Literatura de Cordel, com sede no Rio de Janeiro.Rio de Janeiro.

Rio de Janeiro, RJ Rua Leopoldo Fróes, 37 Santa Tereza Telefone: (21) 2232-4801 – 2221-1077 ablc@ablc.com.br Horário: Diariamente das 9 às 19 horas.
Saiba mais e veja fotos e videos.

Clicando aqui.

Evolução no Brasil

No Brasil as impressões de folhetos denotam da segunda metade do século XIX com suas particularidades. Aqui os temas contêm fatos do dia a dia, contos históricos, lendas e religião.

Faça seu Cordel em casa.

Os feitos do cangaceiro Virgulino Ferreira da Silva ( Lampião 1900-1938) e o suicídio do presidente Getúlio Vargas (1883-1954) são temas de cordéis que obtiveram uma grande tiragem no passado. Praticamente todo e qualquer assunto pode virar cordel nas mãos de um poeta competente.

Virgulino Ferreira da Silva, vulgo Lampião, foi um cangaceiro brasileiro, que atuou em quase todo o Nordeste, exceto no Piauí e no Maranhão, ficando conhecido como Rei do Cangaço, por ser o mais bem sucedido líder cangaceiro da história. Nascimento: 4 de junho de 1898, Serra Talhada, Pernambuco Falecimento: 28 de julho de 1938, Poço Redondo, Sergipe Nacionalidade: Brasileiro Cônjuge: Maria Bonita (de 1930 a 1938) Filhos: Expedita Ferreira Nunes, João Ferreira da Silva

O cordel é uma produção típica do Nordeste, principalmente nos estados de Pernambuco, da Paraíba, do Rio Grande do Norte e do Ceará, onde são vendidos em mercados, feiras e pelos próprios autores. Hoje marca presença em outros Estados, como Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo, vendido em feiras culturais, casas de cultura, livrarias e nas apresentações dos cordelistas.

A cultura, contudo, é pouco conhecida e difundida em outros rincões do país.

Comprar cordeis online com preços populares

Projeto Cordel

Editora Luzeiro

Associação Brasileira de Literatura de cordel

40 livros grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Baixe grátis de literatura de cordel
Videos sobre cordel
Como se faz um cordel?
Literatura de Cordel - Campanha Eleitoral,(Maviael Melo)

ÁUDIO-AULA: "A Literatura de Cordel"
Braulio Bessa - Poesia de Cordel
J. Borges - Xilogravura e Literatura de cordel
Produção: Adriano Pinheiro - 2º - Jornalismo Faat

Credits:

Created with images by Patsy M_ - "Literatura de Cordel" • Antigo Coletivo Mambembe - "Lançamento Alice no País do Cordel" • Luci Correia - "Mercado de São José - Cordel." • Antigo Coletivo Mambembe - "Alice no País do Cordel (making of)" • Antigo Coletivo Mambembe - "Alice no País do Cordel (making of)" • Antigo Coletivo Mambembe - "Alice no País do Cordel (making of)" • Antigo Coletivo Mambembe - "Alice no País do Cordel (making of)" • Antigo Coletivo Mambembe - "Alice no País do Cordel (making of)" • fbobraga - "Bem melhor que do "Cisma"..." • agreste3000 - "cordel "A bicicleta", de Moreira de Acopiara com xilogravura de Erivaldo Ferreira da Silva" • Agência Brasil - "14ª edição da Festa Literária Internacional de Paraty"

Made with Adobe Slate

Make your words and images move.

Get Slate

Report Abuse

If you feel that this video content violates the Adobe Terms of Use, you may report this content by filling out this quick form.

To report a Copyright Violation, please follow Section 17 in the Terms of Use.