Loading

Uma Divisão Mortal: Instrumento de Promoção & Média Compromissos de TB vs Realidades de TB

Um kit de instrumentos para acompanhar o relatório de progresso de 2020 pela Comunidade Afetada, ONG de Países em Desenvolvimento e Delegações de ONG de Países Desenvolvidos ao Conselho da Stop TB Partnership

Uma Divisão Mortal: Compromissos de TB vs. Realidades de TB é um relatório das comunidades que pede uma ação urgente para enfrentar a epidemia global de tuberculose (TB).

Clique AQUI para ler o relatório completo.

Este Instrumento de Promoção e Média contém ferramentas de promoção, média e redes sociais para apoiar o envolvimento de líderes políticos, média e outras partes interessadas relevantes, incluindo por meio de lançamentos regionais e nacionais do relatório.

No instrumento:

A tuberculose continua a ser uma das doenças infeciosas transmitidas pelo ar mais letais do mundo, matando cerca de 4.000 pessoas todos os dias, entre elas 700 crianças e cerca de 15 milhões de pessoas na última década.

Os testes de diagnóstico mais recentes podem diagnosticar a TB de maneira rápida e precisa. Novos medicamentos podem curar rapidamente a tuberculose. Mas, em 2020, as pessoas continuam a morrer de uma doença que deveria ter sido eliminada há décadas.

Compromissos de TB

Há dois anos, na primeira Reunião de Alto Nível da ONU (UNHLM) sobre TB, os líderes mundiais concordaram com uma declaração política, Unidos para acabar com a tuberculose: uma resposta urgente a uma epidemia global, prometendo aumentar os seus esforços para combater a TB.

Os Chefes de Governo e de Estado concordaram com metas e compromissos globais ambiciosos, que forneceram a base para as metas ao nível de país desenvolvidas pela Stop TB Partnership, as quais podem ser encontradas aqui.

Realidades de TB

O prazo de 2022 para o cumprimento dessas metas está-se a aproximar rapidamente, mas o relatório do Secretário-Geral da ONU para 2020 concluiu que o progresso é lento demais. A COVID-19 está a agravar as desigualdades, tornando ainda mais importante alcançar as pessoas com prevenção e tratamento da TB, o que salva vidas.

Neste contexto, as três ONGs Stop TB Partnership e delegações da comunidade afetada assumiram a liderança para envolver mais de 150 comunidades afetadas por tuberculose e parceiros da sociedade civil de mais de 60 países para compreender as experiências e prioridades das pessoas afetadas pela tuberculose. Os seus pontos de vista e 25 estudos de caso da comunidade estão incluídos num relatório inovador que visa garantir que as ações prioritárias para acabar com a TB recebam a plataforma e a atenção que merecem.

Uma Divisão Mortal

Num passo inédito para a TB, e em complementaridade com o relatório do Secretário-Geral, as comunidades afetadas por TB e a sociedade civil produziram Uma Divisão Mortal: compromissos de TB vs realidades de TB um relatório de responsabilidade liderado pela comunidade que documenta como, dois anos depois de UNHLM, há uma divisão mortal entre as metas e compromissos assumidos sobre a TB e as realidades vividas pelas pessoas afetadas pela TB.

O investimento global é inferior a 50% dos US $ 13 bilhões por ano prometidos pelos líderes mundiais, e os países estão muito aquém das metas acordadas para encontrar pessoas com TB e fornecer-lhes prevenção, tratamento e cuidados. O progresso é ainda mais lento para pessoas, incluindo crianças, com tuberculose resistente a medicamentos.

Enquadrado pelas cinco perguntas-chave da comunidade de TB, que foram levantadas na Reunião de Alto Nível da ONU sobre TB em 2018, o relatório inclui uma sexta pergunta adicional sobre TB e COVID-19. A comunidade global de TB junta-se às comunidades afetadas por TB e à sociedade civil para apelar aos países para implementar as 6 áreas de ação, que para eles são prioritárias.

Os governos devem comprometer a vontade política e o financiamento para priorizar e operacionalizar cada uma das seis áreas de ação no nível do país com o envolvimento significativo das comunidades afetadas pela TB e da sociedade civil em cada etapa do processo.

Chamada para a Ação

As comunidades afetadas pela TB e a sociedade civil lançaram um forte apelo à ação, exigindo uma abordagem de justiça social para a resposta à TB que atenda às prioridades das próprias comunidades de TB. As recomendações detalhadas oferecem soluções concretas com base em evidências e experiência.

Em resumo, eles recomendam que todos os Estados Membros da ONU devem financiar, implementar, monitorizar e relatar as seguintes 6 Áreas de Ação, refletindo os cinco pedidos do UNHLM com o acréscimo de um sexto pedido sobre a COVID-19:

1. Alcançar todas as pessoas por meio da prevenção, diagnóstico, tratamento e cuidados contra a tuberculose

Estabelecer metas nacionais ambiciosas e limitadas no tempo para TB para cumprir os compromissos na Declaração Política sobre TB e operacionalizá-las por meio de Planos Estratégicos Nacionais de TB, planos de implementação, orçamentos e estruturas de monitorizaão e avaliação alinhadas.

2. Aumentar significativamente os investimentos para acabar com a tuberculose

Atingir 100% das metas da Declaração Política para investimento financeiro na resposta à TB e aumentar o financiamento nacional e internacional para intervenções de TB baseadas na comunidade e lideradas pela comunidade.

3. Acelerar o desenvolvimento e o acesso a novas ferramentas essenciais para erradicar a tuberculose

Antes do próximo Dia Mundial da TB em 24 de março de 2021, os Estados Membros da ONU devem atualizar as suas políticas nacionais de TB e cessar o uso de todos os modelos de tratamento, prevenção, diagnóstico, tratamento e prevenção da TB desatualizados e prejudiciais, de acordo com as recomendações internacionais. Em vez disso, devem financiar pesquisas e aumentar o acesso a opções mais recentes, mais seguras e mais rápidas, e priorizar e acelerar o desenvolvimento de novas ferramentas inovadoras, incluindo uma vacina acessível, testes rápidos e fáceis de usar no local de atendimento, e tratamentos mais curtos com menos efeitos colaterais para todas as formas de TB.

4. Fazer com que a resposta à tuberculose tenha por base os direitos individuais, seja igualitária, livre de estigma e centrada nas comunidades

Antes do final de 2022, todos os países com alta carga de TB devem completar uma Avaliação da Comunidade, Direitos e Género da TB e uma Avaliação do Estigma da TB, seguida pelo desenvolvimento, financiamento, implementação, monitorização e avaliação de um Plano de Ação nacional de Comunidade, Direitos e Género e de um plano de Estratégia de Redução do Estigma, ambos os quais deverão fazer parte do Plano Estratégico Nacional de TB.

5. Comprometer-se com a responsabilidade e liderança multissetoriais em TB

Implementar urgentemente um Quadro Nacional de Responsabilidade Multissetorial independente para TB em todos os países, com liderança de alto nível e apoiado por um sistema nacional de monitorização e avaliação robusto. Reforçar a responsabilidade por meio de relatórios de progresso anual e global sobre a implementação da Declaração Política sobre TB e comprometer-se a realizar uma Reunião de Alto Nível das Nações Unidas sobre TB em 2023.

6. Alavancar a Covid-19 como oportunidade estratégica para erradicar a tuberculose

Desenvolver, financiar e implementar planos de recuperação de TB / COVID para permitir que os Programas Nacionais de TB voltem ao bom caminho e acelerem o progresso no cumprimento da Declaração Política sobre os compromissos de TB, com a COVID-19 enquadrada não como uma desculpa para não cumprir as metas de TB , mas como uma oportunidade para 'reconstruir melhor'.

Promover para eliminar a divisão

Uma Divisão Mortal: Compromissos de TB vs. Realidades de TB é uma ferramenta de defesa inestimável para comunidades afetadas por TB e para a sociedade civil para pressionar os seus governos com alta carga de TB, alta incidência de TB e países doadores a intensificar os seus esforços e cumprir os seus compromissos políticos sobre a TB.

Como um defensor da tuberculose, pode:

  • Escrever aos decisores e partilhar o relatório e as 6 áreas de ação, e relembrá-los de seus compromissos políticos UNHLM sobre TB;
  • Solicitar reuniões de promoção virtuais ou presenciais com decisores para discutir as conclusões do relatório e os próximos passos necessários para abordar as 6 Áreas de Ação;
  • Exigir ações, monitorizar o progresso e responsabilizar os governos;
  • Promover e envolver-se proativamente na reforma de políticas e respostas;
  • Adicionar a sua voz para aumentar a consciencialização e gerar pressão pública por meio dos média e do envolvimento e campanhas nas redes sociais, incluindo petições; e
  • Organizar lançamentos de relatórios online ou presenciais e painéis de discussão com as partes interessadas relevantes para enquadrá-los e adaptá-los ao contexto nacional.

Alcançar os decisores

Clique AQUI para descarregar um modelo de carta de defesa para líderes políticos que pode ser adaptado e contextualizado para o país ou região, conforme apropriado. Idealmente, um parágrafo sobre o contexto específico do país deve ser adicionado para destacar a relevância da questão.

Alcançar os doadores

Clique AQUI para descarregar um modelo de carta de defesa para doadores que pode ser adaptado e contextualizado para o país ou região, conforme apropriado. Escreva para a embaixada local dos estados doadores, como a Austrália, o Canadá, a França, a Alemanha e a Noruega, para incentivá-los a aumentar o financiamento para a resposta à TB.

Envolver os média para acabar com a tuberculose

O envolvimento com os média é uma forma de aumentar a consciência geral e mobilizar a pressão pública. Também pode influenciar diretamente os decisores, já que geralmente acompanham as notícias de perto. Garantir a cobertura dos média do lançamento de Uma Divisão Mortal: Compromissos de TB vs Realidades de TB ajudaria a colocar a TB de volta na agenda a nível nacional ou local.

Como um defensor da tuberculose, pode:

  • Organizar uma conferência de imprensa, provavelmente online, para partilhar as descobertas do relatório com os média;
  • Divulgar um comunicado de imprensa sobre o relatório para os contactos de imprensa por e-mail;
  • Escreva artigos para os média, artigos de opinião ou cartas aos editores dos principais veículos de comunicação;
  • Garantir entrevistas de rádio ou televisão para partilhar as conclusões do relatório; e
  • Gerar interesse público por meio do uso das redes sociais.

Clique AQUI para descarregar um rascunho de comunicado à imprensa que pode ser adaptado e contextualizado para o país ou região, conforme apropriado.

Lance o relatório

Uma forma de divulgar o relatório a um grande público interessado é organizar eventos para partilhar as descobertas. No contexto da COVID-19, é provável que tais eventos sejam online. Os defensores da TB podem organizar um painel de discussão ou webinar com a participação das comunidades afetadas pela TB, sociedade civil, líderes políticos e outras partes interessadas relevantes.

Avance nas redes sociais

Estes materiais para redes sociais podem ser adaptados e usados para divulgar o relatório e as suas descobertas e mobilizar a pressão pública sobre os decisores para intensificar os seus esforços para erradicar a TB.

Pode marcar os seus líderes políticos, incluindo os Ministros dos Negócios Estrangeiros e da Saúde. Os identificadores do Twitter podem ser encontrados aqui.

Também pode marcar outras partes interessadas importantes, como @WHO @GlobalFund @StopTB @antonioguterres e outros.

Modelos de Tweets

Há uma DIVISÃO MORTAL entre as promessas que os nossos líderes fizeram para #EndTB e o investimento de💰,⏰e🧑‍🤝‍🧑 para cumprir essas promessas. Para atingir as metas de🇺🇳TB até 2022, os governos devem reagir agora! #TBDeadlyDivide LEIA:➡️https://bit.ly/3ohkMKs

Há dois anos, os líderes mundiais prometeram gastar US $ 13 bilhões todos os anos na luta para #EndTB.💊Até agora, eles pagaram menos que METADE. A nossa saúde é a nossa riqueza.💰É hora de INVESTIR! #TBDeadlyDivide LEIA:➡️https://bit.ly/3ohkMKs

Com a #COVID19 a espalhar-se por todo o🌏, muitos países ainda estão no meio de uma epidemia de #TB. MAS as comunidades afetadas pela TB dizem que os países usam políticas, diagnósticos e tratamentos desatualizados.💊 #TBDeadlyDivide

Faltam apenas 2 anos para o prazo de 2022 para as metas globais em #TB, e dizemos que está na altura de outra Reunião de Alto Nível em 2023 para fechar o #TBDeadlyDivide @WHO, @StopTB, as comunidades e a sociedade civil estão prontas para apoiar. #TBDeadlyDivide

A fechar o #TBDeadlyDivide os governos devem integrar a resposta TB e COVID, investir numa nova #vacina TB💉e adaptar os sistemas de dados em tempo real para que possamos FINALMENTE encontrar e diagnosticar todas as pessoas com TB.

Blocos de redes sociais

Tweet os seguintes blocos nas redes sociais, com uma ligação para o relatório e marque @WHO @GlobalFund @StopTB @antonioguterres e os seus líderes políticos. As imagens podem ser baixadas aqui.

Recursos adicionais

Contacte-nos

Gostaríamos muito de o ouvir de sobre o seu trabalho.

Informe-nos do seu progresso ou diga-nos como podemos apoiar os seus esforços de promoção, média ou redes sociais.

Contate-nos para:

  • Advocacy & Communications: communications@stoptb.org
  • Communities, Human Rights & Gender: CRG@stoptb.org
  • Developed NGO Delegation: stbpdevelopedngo@gmail.com
  • Developing NGO Delegation: Stbp-Developing-NGO@googlegroups.com

Este kit de instrumentos foi traduzido do inglês. Se você notar algum problema com a tradução, entre em contato conosco.