Capítulo 2

Ética e Moral

2.1. Moral

Moral

O termo moral origina-se da palavra latina morales, cujo significado relaciona-se ao modo de agir, ao comportamento, aos costumes praticados por alguém dentro de uma determinada sociedade.

O surgimento da moral deu-se anterior ao da ética. A moral mostra-se existente a partir do momento em que foram estabelecidas as regras que orientam o comportamento das pessoas, o que permite constatar que no seu nascimento deu-se com a origem da sociedade humana.

Vejam o que dizem o professor e filósofo Mário Sérgio Cortella e a filósofa Viviane Mosé sobre a moral:

A moral é a prática do conjunto dos nossos princípios e valores, é o exercício das nossas condutas.
Moral é um conjunto de regras válidas para todo mundo e que determinam a nossa conduta em sociedade, como devemos agir para não ferir o direito do outro e respeitar o bem comum.

A partir das definições acima apresentadas, podemos entender a moral como os valores, costumes, regras, tabus e convenções presentes em uma determinada sociedade, estando ligada às condutas que se mostram eficientes e promovem o bem comum sem agredir o direito do outro.

A moral norteia as ações e os julgamentos do que é bom ou mau, certo ou errado, justo ou injusto, moral ou imoral para um determinado grupo social. Assim, um comportamento considerado correto aos olhos de determinadas culturas pode ser entendido como inadequado por outras.

Como exemplo, citamos os hindus, que consideram a vaca como sagrada, ao passo que para a maioria dos povos ocidentais, trata-se apenas de um animal destinado à produção de carne e leite para o consumo humano.

2.2. Moral X Ética

Ética e Moral

São inesgotáveis as discussões e os conceitos do que vem a ser ética e moral. Aqui, no entanto, faremos a diferenciação dos dois conceitos sob uma perspectiva prática, porém reflexiva.

A ética e a moral, embora se relacionem e, em alguns casos sejam usadas como sinônimos, NÃO são a mesma coisa.

A ética é mais ampla, igual para todos, não importando onde a pessoa vive. A moral é a “matéria-prima” da ética, é local, tem época e varia de acordo com a história de cada cultura.

De outra forma, podemos dizer que a moral orienta o comportamento humano ante as normas instituídas pela sociedade ou por determinado grupo social, as quais são adquiridas pela educação, pela tradição e pelo cotidiano. Já a ética consiste no julgamento do comportamento moral de cada indivíduo no seu meio.

Não confunda Moral com Moralismo!!

Moralismo equivale a uma espécie de loucura ética – é quando se perde o sentido geral das coisas para se apegar a certos pontos ou normas, que são tomados de forma absoluta, sem levar em conta a amplitude, o conjunto. (HERBERT DE SOUZA "BETINHO")

2.3. Virtudes

Virtudes

Virtude é uma qualidade moral que se refere à prática habitual e constante do indivíduo de determinado ato. No cotidiano, as virtudes são consideradas como qualidades individuais e valorizadas pela sociedade.

A virtude, em Aristóteles significa ação. Significa uma prática e não uma natureza. O homem virtuoso, portanto, é o homem ativo, que aprendeu pela prática a desempenhar um papel social dentro da sua comunidade; ele é o homem político”. (José Renato Nalini)

Podemos citar algumas virtudes:

  • Amor, Integridade e Tolerância;
  • Razão, Honestidade e Respeito próprio;
  • Prudência, Amizade e Humildade;
  • Responsabilidade, Coragem e Gratidão;
  • Solidariedade, Lealdade e Respeito;
  • Compaixão, Gentileza, Humor, entre outras.
Created By
Vinicius Mendes
Appreciate

Made with Adobe Slate

Make your words and images move.

Get Slate

Report Abuse

If you feel that this video content violates the Adobe Terms of Use, you may report this content by filling out this quick form.

To report a Copyright Violation, please follow Section 17 in the Terms of Use.