Quem sou eu?

Mariana Ventura é obreira na Base da Jocum Sertão. E esse ano, Deus compartilhou sobre o desafio de ir a uma nação na Ásia, o Camboja . Já existe um trabalho que vem sendo feito por um casal de amigos brasileiros, Quesede e Flávio,eles estão lá ha quase 1 ano, agora o projeto está pronto, o trabalho que está sendo realizado é contra o tráfico humano e exploração sexual. Me senti desafiada por Deus à estar indo a está nação.

Camboja

O exótico país do sudeste asiático se destaca pelas belezas naturais e históricas, essas belezas atraiam turistas de diversas partes do mundo, não é com esses olhos que grande parte dos turistas visitam esse país. As belas mulheres e crianças tímidas e silenciosas, atraem abusadores de toda parte do mundo. Apesar de existir leis que criminalizam a prostituição no país e também uma divisão militar de combate ao tráfico humano, o turismo sexual cresce consideravelmente ano após ano. E o país é visitado por inúmeros abusadores e pedófilos.

Porto Brasil

O Porto Brasil é um centro educacional e de capacitação profissional. O público alvo são vítimas de exploração sexual ou pessoas em situação de risco. O espaço conta com uma sala multiuso que serve para ensinar artes, línguas, artesanato e também recreação para os pequenos, também compõe o espaço uma cozinha semi industrial, onde são ministradas aulas de culinária e panificação para jovens e adolescentes. No mesmo espaço existem quartos para hospitalidade.Hoje a equipe Porto Brasil é composta apenas por 4 pessoas, e diante da grande demanda de atividades eles precisam de voluntários para ajudar no atendimento a comunidade.

Nosso objetivo é ser um centro de capacitação e treinamento para vítimas de exploração sexual e pessoas em situação de risco no espaço nós queremos ensinar culinária, artesanato, línguas e música/arte de forma geral terminamos de reformar o espaço agora, até agora estávamos ocupados apenas com a reforma. Agora já estamos recebendo algumas crianças para aprenderem inglês brincando.Temos um bom espaço numa comunidade onde não tem nenhuma ONG de assistência social então temos um campo muito vasto, maior ainda se incluirmos os turistas que vem pra cá com o intuito de usar drogas e ter sexo fácil com adolescentes cambojanas a prostituição começa muito cedo, com crianças de 7, 8 anos. A família meio que força as crianças para prostituição pois na mentalidade deles é a única oportunidade de trazer algum recurso pra casa, já que elas não são "capazes" para ter outro emprego quando crescer, então quando oferecemos cultura para essas crianças, nós trabalhamos na contramão dessa mentalidade.

DESAFIO

Estamos nos preparando para irmos ao Camboja no dia 01 de maio desse ano (2017) sermos voluntários no Porto Brasil, pois hoje o projeto está precisando de voluntários que os ajudem, a realizar o trabalho que tem sido intenso.

Para chegar lá alguns valores precisam ser levantados, como por exemplo: Passagem de Crato para Fortaleza R$81,00/ Passagem de Fortaleza para Camboja R$ 3.180,00(ida e volta, podendo sofrer alterações)/ Hospedagem $700 (cerca de R $2.100,00)/ Visto R$ 70,00/ passaporte R $257,00/Gastos eventuais R$ 500,00/passagem Fortaleza para Crato R $81,00. Meu anseio é permanecer no Camboja por 2 meses, indo no dia 01/05 e retornando em 01/07.

Como você pode fazer parte

Você fazer parte desse desafio comigo de várias formas:

  • Sendo um intercessor, orando por nós e pelo projeto;
  • Contribuindo financeiramente;
  • Divulgando o projeto e nossa viagem.

Ainda não temos todo o recurso necessário para a viagem e você pode contribuir e nos ajudar a chegar lá.

Entre em contato:

OBRIGADA!

Made with Adobe Slate

Make your words and images move.

Get Slate

Report Abuse

If you feel that this video content violates the Adobe Terms of Use, you may report this content by filling out this quick form.

To report a Copyright Violation, please follow Section 17 in the Terms of Use.