Loading

Pedro uc be MÉXICO

pedro uc be é um defensor maia dos direitos da terra, escritor, tradutor, professor e promotor da cultura maia e protetor de sua terra.

Ele tem trabalhado para proteger as terras dos povos maias, afetadas pelos mega-projetos, incluindo a produção transgênica de soja, fazendas de porcos, plantas de energia renovável e turismo de alto impacto.

pedro uc be é membro da assembleia dos defensores do território maia “múuch 'xíinbal” e do congresso nacional indígena (cni).

'o congresso nacional dos indígenas (cni) foi constituído no dia 12 de outubro de 1996, como o lugar de todos os povos indígenas, um espaço onde os povos originários podem encontrar um pensamento compartilhado e solidariedade para fortalecer suas lutas de resistência, com as suas próprias formas de organização, representação e tomada de decisões.'
Por meio do seu trabalho como defensor dos direitos humanos, Pedro Uc Be convida às comunidades a refletirem criticamente sobre a cultura e a língua Maia, especialmente para ajudá-las a divulgar sobre seu direito à terra como povos indígenas.
o mega projeto mais recente é o 'trem maia', que está destinado a ser turista e trem regional, que passaria pelos estados de chiapas, tabasco, campeche, yucatán e quintana roo.

o ‘trem maia’ é uma proposta ferroviária de 1.525 quilômetros de alta velocidade, que atravessaria a península de yucatán. Usaria a estrada de ferro abandonada da ferrosur, assim como seriam construídas novas ferrovias na selva.

em dezembro de 2019, foi realizada uma consulta nacional sobre o trem maia. enquanto a maioria votou a favor do projeto, a consulta foi criticada por sua preparação inadequada, poucas informações sobre os potenciais efeitos negativos do projeto e o baixo número de eleitores.

a cni está avançando uma abordagem em três frentes: campanhas de conscientização social, campanhas de mídia e ações jurídicas.
'No México, os defensores de direitos humanos (DDH) e jornalistas estão sujeitos a intimidação, assédio legal, detenção arbitrária, ameaças de morte, atos de agressão física, desaparecimentos forçados e assassinatos como resultado de suas atividades em defesa dos direitos humanos e o exercício da liberdade de expressão e jornalismo.' - Defensores da Linha de Frente. Para Pedro Uc Be isso não é uma exceção.

Credits:

1. Ari He; Mexico; February 22, 2015; (CC BY-SA 2.0). 2. 16:9clue; Quetzal; July 6, 2010; (CC BY 2.0). 3. Logo oficial Congreso Nacional Indígena (CNI). 4. Niek van Son; Uxmal mayan ruins, Mexico; 25 November, 2016; (CC BY 2.0). 5. citylab.com 6. Amauri Aguiar; Riviera Maya, Mexico; January 21, 2011; (CC BY-NC-ND 2.0). 7. Leo Alvarez; Riviera Maya, México; July 3, 2012; (CC BY-ND 2.0).