Loading

Coronavírus e os impactos na sua clínica.

O CENÁRIO ATUAL

Desde que surgiu na China, no final de 2019, o novo coronavírus se espalhou pelo planeta e colocou todos em alerta. Com o recente anúncio de uma pandemia pela Organização Mundial da Saude e o número de casos crescente no Brasil, tornaram-se indispensáveis medidas preventivas de contenção da doença, que se baseiam em reclusão e higiene. Essas ações são imprescindíveis à saúde coletiva, mas provocam um impacto inevitável na economia. A classe médica não está imune.

O QUE ESPERAR?

Autoridades acreditam que o surto do coronavírus deve durar aproximadamente 5 meses. As medidas adotadas pelo Governo brasileiro têm sido elogiadas e se aproximam da postura de países como a Coreia do Sul, que obtiveram êxito no enfrentamento da doença. O presidente dos EUA, Donald Trump, disse que o número de casos de Covid-19 no país deve começar a cair em julho, agosto ou "talvez até mais tarde". As medidas restritivas, com fechamento de estabelecimentos públicos e privados, cancelamento de eventos e redução do consumo, pode provocar impacto significativo na economia.

QUE MEDIDAS PODEM SER TOMADAS POR VOCÊ?

NA RECEPÇÃO

  • Disponibilize solução de álcool 70º para uso dos paciente e acompanhantes na sua recepção.
  • Os pacientes com febre e tosse devem ser orientados a utilizar máscaras de proteção que podem ser fornecidas pela sua clínica. Treine sua equipe para informar previamente o paciente sobre este procedimento.
  • Organize as marcações de consulta de modo a não deixar sua recepção lotada. Lembre-se que as pessoas devem manter uma distância mínima de 1 metro entre elas. Se for necessário, peça gentilmente que aguardem na recepção do prédio, por exemplo.
  • Peça aos pacientes que levem acompanhantes apenas se for extremamente necessário.
  • Reduza ao máximo a presença de objetos que possam servir de fonte de contágio, como livros e brinquedos nos consultórios pediátricos.

DENTRO DO SEU CONSULTÓRIO

  • Utilize os equipamentos de proteção individual (máscara, luvas e avental), especialmente no atendimento de pessoas com febre e tosse.
  • Entre cada consulta ou procedimento, lave as mãos com agua e sabão e/ou álcool 70º, independente de ter utilizado luva. Faça isso, de preferência, na frente do seu paciente.
  • Reforce a rotina de higienização do ambiente. Oriente sua equipe a limpar mesas e maçanetas com frequência.

NA SUA COMUNICAÇÃO

  • Nos momentos mais difíceis é quando não podemos deixar de nos comunicar com nosso público. Mantenha-se próximo do seu paciente e reduza os possíveis impactos deste momento.
  • Você precisa, sim, falar do coronavírus. Não é porque todos estão falando que você não deve falar. Mostre-se solidário e preocupado. Seu paciente espera isso de você.
  • Que relações o tema do momento, coronavírus (e seus impactos), tem com sua área de atuação? É interessante abordar outras perspectivas do assunto.
  • Que ferramentas e estratégias você nunca usou (ou não costuma usar)? Pode ser o momento de experimentar... vídeos, publicidade no Google, Facebook e Instagram, marketing no WhatsApp, emails marketing entre outras podem trazer resultados interessantes.

LINKS COM INFORMAÇÕES RELEVANTES

Neste momento, informação confiável é uma arma poderosa.

ESTAMOS JUNTOS COMO SEMPRE

Caro(a) amigo(a) e cliente médico(a),

A Visana está ao seu lado. Sabemos que este delicado momento afeta a todos e faremos o possível para auxiliá-lo dentro da nossa área de atuação. Estamos disponíveis, como sempre, para fazer o melhor pelo marketing da sua clínica. Mais do que isso, estamos disponíveis para auxiliá-lo no que for necessário.

Conte conosco!

Equipe Visana

Credits:

Fonte de informações: website do CREMERJ. Criado com imagens de CDC.